Benfica lembra Gento como "um dos melhores futebolistas de sempre"

Clube lembra ainda o seu segundo título europeu, na final disputada com o Real Madrid em Amesterdão.

O Benfica lamentou esta terça-feira a morte de Paco Gento, lembrando o jogo da final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1961/62 em que esteve o antigo futebolista espanhol, "um dos melhores jogadores de sempre".

"O Sport Lisboa e Benfica lamenta profundamente o falecimento de Francisco Gento, presidente honorário do Real Madrid e um dos melhores jogadores de sempre do emblema espanhol e do futebol mundial", refere o clube lisboeta.

Na nota publicada na sua página oficial, o Benfica lembra ainda o seu segundo título europeu, na final disputada com o Real Madrid em Amesterdão, na qual Gento, recordista de títulos europeus, alinhou pela equipa espanhola, que perdeu por 5-3.

"Apesar de ser o rei da Taça dos Campeões, houve duas finais em que não levou a melhor: em 1961/62 frente ao Benfica e em 1963/64 diante do Inter de Milão", lembrou o clube 'encarnado' em relação ao jogador que venceu seis Taças dos Campeões Europeus.

Em 2012, Gento recordou também ele próprio a final de Amesterdão, com elogios ao amigo Eusébio e ao Benfica.

"Era uma força de natureza [Eusébio]. Bem, o Benfica também era, com o Coluna, o Águas, o Cavém. Era o campeão em título, era uma equipa de sonho", disse então o antigo jogador, que hoje morreu, aos 88 anos.

Paco Gento vestiu a camisola 'blanca' durante 18 temporadas, entre 1953 e 1971, nas quais conquistou seis Taças dos Clubes Campeões da Europa e 12 campeonatos espanhóis - sendo o recordista de troféus nestas duas competições -, duas Taças do Rei e uma Taça Intercontinental.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de