Golos de Rúben Dias e Seferovic dão segunda vitória ao Benfica no campeonato

Rúben Dias e Seferovic marcaram na Luz. Veja os golos.

O Benfica somou a segunda vitória no campeonato, ao vencer o Moreirense (2-0) com golos de Rúben Dias e Haris Seferovic. O primeiro golo da equipa de Jorge Jesus surgiu aos 20 minutos com um cabeceamento do central internacional português. Apesar das várias oportunidades criadas pela equipa encarnada, o segundo golo surgiu aos 79 minutos por intermédio do suíço Seferovic.

Depois da entrada com o pé direito no campeonato, com uma goleada no terreno do Famalicão, o Benfica estreou-se na Luz com uma alteração na equipa em relação ao último encontro. Jorge Jesus promoveu a entrada de Pizzi no meio campo frente ao Moreirense, colmatando a ausência de Taarabt, que não recuperou a tempo da lesão.

Este pode ter sido também o jogo de despedida de Rúben Dias, capitão dos encarnados que estará, segundo a imprensa desportiva, a ser negociado com o Manchester City. O encontro fica ainda marcado pela ausência de adeptos no camarote presidencial.

A partida, com arbitragem de Rui Almeida, começou eletrizante, com ambas as equipas a chegarem-se à baliza. A jogada mais perigosa surgiu aos 4 minutos, com Rafa a isolar Darwin, que na cara de Pasinato, falhou o golo inaugural por centímetros.

Aos nove minutos, o Benfica assustou novamente a equipa minhota. Canto do lado direito do ataque encarnado, com Grimaldo a levantar na área. Na marca de penálti, o reforço Vertonghen saltou e cabeceou, num remate que passou a centímetros do poste direito da baliza forasteira.

Aos 20 minutos, perante a insistência, o golo acabou por surgir e foi para a equipa da casa. Rúben Dias superiorizou-se aos adversários na sequência de um canto e apontou o golo inaugural.

O jogo estava com ritmo elevado na Luz e o Benfica era a equipa mais perigosa. Mas o Moreirense assustou Vlachodimos. Aos 27 minutos, Lucas Rodrigues estava na área e rematou para uma enorme defesa do guardião das águias.

Logo a seguir, o Benfica não perdeu tempo em chegar-se à baliza contrária. Em contra-ataque, Wadschmidt teve nos pés o segundo golo no jogo, mas a bola foi contra Rosic.

O Moreirense tentou responder, mas não conseguiu. O Benfica aproveitou e exerceu uma forte pressão na equipa nortenha. Os pupilos de Jorge Jesus fartaram-se de criar oportunidades junto à baliza de Pasinato, pecando apenas na eficácia.

Na segunda parte, o Benfica continuou a exercer uma forte pressão ao Moreirense. A equipa de Jesus chegou-se novamente à baliza adversária, criando várias oportunidades.

A primeira foi após uma jogada de entendimento entre Darwin e Waldschmidt. O alemão esteve muito próximo de apontar o terceiro golo no campeonato.

Logo a seguir, após uma série de ressaltos na área do Moreirense, Cebolinha ganhou espaço e tentou fuzilar a baliza de Pasinato. No entanto, o guardião sacudiu por instinto.

O segundo golo do Benfica surgiu apenas aos 79 minutos. André Almeida viu Darwin a desmarcar-se. O avançado uruguaio fugiu à marcação e serviu Seferovic, que no centro da área, só teve de encostar para o segundo golo na partida.

Onze do Benfica: Vlachodimos; André Almeida, Rúben Dias, Vertonghen e Grimaldo; Rafa, Pizzi, Gabriel e Everton; Waldschmidt e Darwin.

Onze do Moreirense: Pasinato; D'Alberto, Rosic, Steven Vitória e Pedro Amador; Lucas Silva, Filipe Soares, Fábio Pacheco e Pedro Nuno; Alex Soares e Fábio Abreu.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de