Rugido do campeão na Luz. Sporting vence e deixa Benfica a quatro pontos da liderança

Sarabia, Paulinho e Matheus Nunes gelaram a Luz, Pizzi reduziu nos descontos. Veja os golos.

O Sporting venceu esta sexta-feira o Benfica (0-3) com golos de Sarabia, Paulinho e Matheus Nunes. Com este triunfo, os leões regressaram ao primeiro lugar da tabela classificativa.

Num jogo marcado por várias ausências, do lado dos encarnados, Seferovic começa o jogo no banco de suplentes. Para a frente de ataque, Jorge Jesus escolheu um tridente ofensivo com Everton, Rafa e Darwin. A grande novidade na equipa das águias estava no lado direito, com a titularidade de Valentino Lázaro, que se estreia em dérbis.

Já do lado do Sporting, com as ausências de Palhinha e Coates, Rúben Amorim foi obrigado a fazer alterações. No centro da defesa, Neto ocupou a vaga deixada pelo capitão leonino, que está infetado com Covid-19. No meio campo, Ugarte foi a opção do treinador dos leões para o lugar do lesionado Palhinha.

O jogo começou debaixo de um ambiente frenético nas bancadas da Luz. E no relvado o jogo começou quente. Logo no primeiro minuto de jogo, o árbitro Artur Soares Dias mostrou dois amarelos a jogadores do Sporting. Feddal rasteirou de forma perigosa João Mário no meio campo encarnado e o árbitro mostrou autoridade. Perante os protestos, Paulinho também viu amarelo.

Mas o Sporting entrou melhor no jogo. Pedro Gonçalves teve espaço e levantou a cabeça e viu a desmarcação de Sarabia. Pote colocou a bola na área e o espanhol rematou de primeira para inaugurar o marcador na Luz.

As águias não sentiram o golo e foram, de forma imediata, à procura do empate. Numa jogada pelo flanco direito, Rafa cruzou para a área e surgiu Grimaldo a cabecear com perigo, mas Adán sacudiu a bola para a frente.

O Sporting foi novamente à área encarnada e esteve próximo de aumentar a vantagem. Pote apareceu junto à pequena área de Vlachodimos a rematar por cima da baliza das águias. No entanto, o lance foi anulado por fora de jogo de Sarabia, mas as imagens televisivas mostram que o ex-PSG estava em linha.

Aos 36 minutos, o Sporting voltou a envolver-se no ataque e Paulinho descobriu Pote sozinho. De fora da área, o 28 dos leões rematou e viu Vlachodimos a desviar a bola para o poste.

A poucos minutos do intervalo, o jogo voltou a aquecer, desta vez, junto ao banco do Sporting. Paulinho sofreu uma falta que mereceu muitos protestos do staff leonino. Artur Soares Dias não gostou da atitude de alguns elementos e mostrou vermelho ao treinador adjunto de Amorim, Carlos Fernandes.

Os descontos da primeira foram muito intensos junto à baliza do Benfica. Matheus Reis cruzou para a área e encontrou Sarabia que deixou a bola rolar até Paulinho. Avançado, à meia-volta, rematou e bateu Vlachodimos.

No entanto, o golo foi anulado pelo videoárbitro por posição irregular do avançado leonino. Contudo, os campeões nacionais foram para o descanso em vantagem.

Na segunda parte, o Benfica entrou com vontade de dar a volta ao marcador. Aos 58 minutos, as águias estiveram perto de reduzir a desvantagem. João Mário levantou para a área através de um pontapé de canto e, entre os centrais, Darwin cabeceou à barra.

Na resposta, num contra-ataque vertiginoso, o Sporting aumentou a vantagem e voltou a gelar a Luz. Matheus Nunes conduziu a bola e viu a desmarcação de Paulinho. O médio fez um passe a rasgar a defesa encarnada e o avançado leonino picou a bola por cima de Vlachodimos, marcando o segundo golo do campeão no jogo.

O Benfica quis adiantar-se no terreno para fazer pressão nos leões e expôs o último setor. Os campeões nacionais perceberam isso e foram felizes. Em contra-ataque muito rápido, Matheus Nunes fez o que quis da defesa encarnada, entrou na área e marcou o terceiro.

Aos 80 minutos, Yaremchuk, que já tinha sido lançado no jogo pelo treinador Jorge Jesus, fugiu à marcação, entrou na área e assitiu Darwin, que encostou para o fundo das redes de Adán.

No entanto, o árbitro assistente anulou de imediato o golo por posição irregular do avançado ucraniano. Após alguns minutos, o VAR confirmou a primeira decisão. Yaremchuk estava ligeiramente adiantado à linha defensiva dos leões.

Nos descontos, houve tempo para o golo de honra dos encarnados. Pizzi, num remate cruzado, apontou o tento das águias.

Onze do Benfica: Vlachodimos; André Almeida, Otamendi, Vertonghen; Valentino Lazaro, Weigl, João Mário, Grimaldo; Rafa, Darwin e Everton;

Suplentes: Helton, Gilberto, Morato, Meïté, Pizzi, Taarabt, Seferović, Yaremchuk e Gonçalo Ramos

Onze do Sporting: Adán; Neto, Inácio, Feddal; Porro, Ugarte, Matheus Nunes, Matheus Reis; Pedro Gonçalves, Sarabia e Paulinho;

Suplentes: João Virgínia, Esgaio, Nazinho, Gonçalo Esteves, Daniel Bragança, Dário Essugo, Tabata, Nuno Santos e Tiago Tomás

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de