Liga

Benfica goleia o Rio Ave e isola-se provisoriamente na liderança

As "águias" bateram, esta sexta-feira no Estádio da Luz, o Rio Ave por 5-1, depois de terem estado a perder. Com este resultado, a equipa isola-se provisoriamente no topo da Liga.

O jogo teve um início "morno" e só aqueceu aos 24 minutos com o golo de Christian Atsu. O jovem extremo ganês entrou à vontade na defensiva "encarnada", com Jardel e Garay a verem jogar, e atirou colocado para as redes, conta a agência Lusa.

PUB

O Rio Ave até mostrou que tem um ataque de bom nível, com Atsu, Yazalde e João Tomás a darem trabalho aos homens mais recuados do Benfica, mas a falta de qualidade defensiva acabou por "trair" o trio da frente.

Aos 34 minutos, Cardozo transformou uma grande penalidade, a castigar mão de Jefferson na área, e dois minutos depois Nolito consumou a reviravolta, numa jogada em que fez o que quis dos defesas do Rio Ave.

Com o Rio Ave de "rastos" e a necessitar urgentemente do intervalo, Saviola "resolveu" aumentar a vantagem para o Benfica, com um belo remate, após passe de Aimar.

A segunda parte começou praticamente com o quarto tento do Benfica: livre de Aimar e Garay de cabeça a bater novamente um sempre inseguro Huanderson, guarda-redes dos forasteiros.

O Benfica manteve o ritmo de jogo a "meio-gás", sempre sem perder o controlo da partida, frente a um Rio Ave que até tentou chegar novamente ao golo por João Tomás e Kelvin, mas sempre em jogadas um pouco atabalhoadas.

Nolito fechou a contagem aos 71 minutos, novamente num lance com muita passividade dos defesas do Rio Ave.

O encontro também ficou marcado pela estreia no campeonato com a camisola do Benfica de Nélson Oliveira, avançado luso vice-campeão de sub-20, num "onze" que voltou a não ter representante nacional.

Com este resultado, o Benfica, que assim ascende provisoriamente à liderança isolada da Liga, coloca pressão sobre o rival e actual campeão nacional FC Porto, que sábado recebe no Estádio do Dragão o Maritimo, quinto classificado e uma das equipas sensação da prova.

Por seu lado, o Rio Ave demonstrou a razão por estar a lutar desesperadamente pela permanência no campeonato principal.

Num jogo realizado no Estádio da Luz, em Lisboa, arbitrado por Bruno Esteves (Setúbal), perante 33996 espectadores, as equipas alinharam do seguinte modo:

Benfica: Artur, Maxi Pereira, Jardel, Garay, Emerson, Javi Garcia, Witsel, Pablo Aimar (Nico Gaitán, 65), Nolito, Saviola (Rodrigo , 69) e Cardozo (Nélson Oliveira, 77).

Suplentes: Eduardo, Luisão, Rúben Amorim, Bruno César, Nélson Oliveira, Rodrigo e Nico Gaitán.

Rio Ave: Huanderson, Zé Gomes, Jeferson, Éder, Tiago Pinto, Wires, Tarantino, Bruno China (Braga, 46), Yazalde (Saulo, 86), João Tomás e Christian Atsu (Kelvin, 63).

Suplentes: Rafa, Gaspar, Sony, Kelvin, Braga, Saulo e Jorginho.

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Bruno China (08), Maxi Pereira (21), Éder (33), Witsel (64), e Kelvin (76).