Camisola de Ronaldo rende 2200 euros para o exército ucraniano

Verba alcançada vai ser utilizada para comprar medicamentos para os militares.

Uma camisola da seleção portuguesa de futebol, assinada pelo capitão luso, Cristiano Ronaldo, foi leiloada por 2200 euros para angariar fundos para o exército ucraniano, anunciou esta segunda-feira a organização Save Ukraine Now.

"Espero que a minha camisola do jogo com a Ucrânia em 2019 possa ajudar os jovens a terem um futuro melhor e quero felicitar a Federação Ucraniana de Futebol por esta ação. Rezando pela paz", escreveu Ronaldo, citado pela organização humanitária numa rede social.

A camisola das 'quinas' estava na posse de um rapaz de 14 anos da região de Ivano-Frankisvk e a verba alcançada vai ser utilizada para comprar medicamentos para os militares, ainda segundo a 'Save Ukraine Now'.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia, que já matou milhares de civis e causou a fuga de mais de 16 milhões de pessoas das suas casas, oito milhões das quais abandonaram o país.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de