Campeonato de futebol ucraniano suspenso devido à imposição da lei marcial

Nélson Monte é o único português a jogar na liga ucraniana, pelo Dnipro.

O campeonato de futebol da Ucrânia foi suspenso devido à imposição da lei marcial no país, motivada pelo início de uma operação militar desencadeada pela Rússia, anunciou esta quinta-feira o organizador da competição.

"Devido à imposição da lei marcial, o campeonato da Ucrânia foi suspenso", informa um curto comunicado publicado no sítio oficial da Primeira Liga na Internet.

O campeonato ucraniano é liderado pelo Shakhtar Donetsk, equipa que joga há anos fora da cidade, considerada a capital da região de Donbass, foco da tensão entre os dois países, com dois pontos de vantagem sobre o Dínamo Kiev, campeão em título, após a realização de 18 jornadas.

O defesa Nélson Monte, que esta época se transferiu do Rio Ave para o Dnipro, terceiro classificado na prova, a sete pontos do Shakhtar Donetsk, é o único jogador português a competir na liga ucraniana.

A Rússia lançou esta quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar em território da Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que as autoridades ucranianas dizem ter provocado dezenas de mortos nas primeiras horas.

O Presidente russo, Vladimir Putin, disse que o ataque responde a um "pedido de ajuda das autoridades das repúblicas de Donetsk e Lugansk", no leste da Ucrânia, cuja independência reconheceu na segunda-feira, e visa a "desmilitarização e desnazificação" do país vizinho.

O ataque foi de imediato condenado pela generalidade da comunidade internacional e motivou reuniões de emergência de vários governos, incluindo o português, e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), União Europeia (UE) e Conselho de Segurança da ONU.

ACOMPANHE AQUI A ESCALADA DE TENSÃO ENTRE A RÚSSIA E A UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de