Canoísta Teresa Portela com meia-final mais difícil do que Fernando Pimenta

A Teresa Portela tocou quase todas as candidatas ao pódio. Dos principais rivais de Fernando Pimenta ao pódio, apenas dois estão na sua semifinal.

O alinhamento das meias-finais das provas de canoagem dos Jogos Olímpicos Tóquio2020 revelou uma série mais acessível a Fernando Pimenta em K1 1.000 metros e mais complicada para Teresa Portela em K1 200 metros.

Dos principais rivais de Fernando Pimenta ao pódio em Tóquio 2020, apenas dois estão na sua semifinal, em que passam quatro barcos, nomeadamente, o húngaro Adam Varga e bielorrusso Aleh Yurénia, às 10:08 (02:08 em Lisboa).

Oito minutos antes, os três mais fortes rivais estão na outra regata: o húngaro Balint Kopasz, o checo Josef Dostal e o alemão Jacob Schopf, sendo que, se a normalidade imperar, encontram-se todos na final, às 12:20 (04:20).

A Teresa Portela, que compete às 09h30 (01h30), tocou quase todas as candidatas ao pódio, nomeadamente, a campeã olímpica, a neozelandesa Lisa Carrington, a dinamarquesa Emma Jorgensen, a polaca Marta Walczykiewicz e a espanhola Teresa Portela, com o mesmo nome e treinador que a portuguesa.

Na outra semifinal, só as húngaras Dora Lucz e Anna Karasz parecem ter lugar 'assegurado' na regata das medalhas, às 11h37 (03h37).

MAIS SOBRE TÓQUIO 2020

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de