Caso Cashball tem sete arguidos

Informação foi confirmada à TSF pela PGR. O jornal Público adianta que serão agentes desportivos ligados ao andebol.

Há três novos arguidos no caso Cashball, de suspeitas de corrupção no andebol e futebol do Sporting, fazendo subir para sete o número de arguidos implicados no caso.

A informação foi avançada esta sexta-feira pelo jornal Público e entretanto confirmados à TSF pela Procuradoria-geral da República. O jornal adianta que são agentes desportivos, suspeitos de corrupção passiva, que se juntam a mais quatro arguidos que já foram ouvidos pelo Tribunal de Instrução Criminal do Porto.

O diretor do Sporting, André Geraldes, teve de pagar uma caução de 60 mil euros, para ficar em liberdade.

Os quatro arguidos do processo conhecidos até ao momento foram ouvidos no Tribunal de Instrução Criminal do Porto. Saíram todos em liberdade, com termo de identidade e residência mas proibidos de exercer funções desportivas e de contactar outros arguidos ou dirigentes do Sporting.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados