"Comprava-se toda a gente, como quem compra tremoços"

Manuel José, antigo treinador, fala sobre corrupção no futebol. Na TSF, deixa ainda elogios e criticas a Jorge Jesus e não só.

Manuel José não hesita em dizer que teve "vergonha de andar no futebol", nos anos 80 e 90, altura em que se compravam árbitros e resultados "como quem compra tremoços". O antigo técnico diz que essa foi a "fase mais negra do futebol português" e acrescenta que há quem queira voltar a esse tempo, tentando empurrar os árbitros para situações que já viveram no passado e que Manuel José considera vergonhosas.

Manuel José conversa com João Ricardo Pateiro

00:0000:00

Em entrevista ao Entrelinhas da TSF, Manuel José conta uma história em que o tentaram comprar, no início de um jogo com a proposta "ganhas este jogo hoje e perdes os dois da próxima época". E denuncia que, foi por não pactuar com essas situações que acabou por ser afastado, por três vezes, do cargo de selecionador nacional.

Nesta conversa com João Ricardo Pateiro, Manuel José fala também o futebol de agora. Diz que Jorge Jesus é o melhor treinador da atualidade, sublinha mesmo que é melhor que José Mourinho, uma vez que joga "com nota artística" e não só para o resultado. Mas diz também que Jesus "tem de se moderar" e assumir os próprios erros quando erra, até porque "tem um ego doentio, patológico".

Por outro lado, e apesar de já ter dado a carreira como terminada, por razões pessoais e familiares, Manuel José diz que nunca treinaria o FC Porto com o atual presidente. Sem querer explicar as razões ficam as palavras: "não considero, não gosto, detesto" Pinto da Costa.

Sobre jogadores, Eusébio aparece no topo da lista. Para Manuel José, este é "o melhor português de todos os tempos", superior a Cristiano Ronaldo. Só no jogo de cabeça Ronaldo é superior a Eusébio, na comparação feita por Manuel José.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de