Conceição à espera de "batalha difícil" para o FC Porto em Paços de Ferreira

Técnico azul e branco recorda a derrota caseira com os pacenses como "talvez o pior jogo do grupo de trabalho".

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, antevê uma "batalha difícil" frente ao Paços de Ferreira, domingo, em encontro da 25.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, num terreno "historicamente" complicado.

Sérgio Conceição salientou a qualidade da equipa pacense, mas colocou o foco no conjunto portista para conseguir dar a volta às adversidades e conquistar os três pontos.

"As expectativas são as melhores, no sentido de ser mais uma batalha difícil, num campo que historicamente também não é fácil de jogar para todos os adversários, porque o Paços de Ferreira habituou-nos a ser um clube consistente a todos os níveis na I Liga, com excelentes resultados. Agora, cabe-nos ir a Paços e tornar um jogo difícil num mais acessível, para que possamos ganhar os três pontos, que é o mais importante", garantiu o técnico, na conferência de imprensa de antevisão da partida.

O Paços de Ferreira foi, precisamente, a última equipa a derrotar os azuis e brancos no campeonato, na Mata Real: em 30 de outubro de 2021, na sexta ronda da I Liga 2020/21, a equipa da casa venceu por 3-2, sendo que, depois, disso, o FC Porto já vai em 52 jogos sem perder na prova.

"Foi talvez o pior jogo do grupo de trabalho que dirigi, foi um 'pós-champions' e foi um jogo mau da equipa. Não olho para estatísticas, quando são positivas ou negativas. Todos os jogos são diferentes, podem ser semelhantes, mas não iguais. Não vai ser o mesmo jogo de certeza absoluta. É trabalhar no que é o Paços agora. Está diferente do que era nessa altura, assim como nós", explicou.

Questionado sobre se este poderá ser o melhor momento do FC Porto, Sérgio Conceição rejeitou esse rótulo.

"A melhor fase temos de a provar amanhã [domingo]. O melhor momento está sempre para vir. Há sempre coisas para melhorar. Sabemos que a época é longa, que faltam muitos jogos nas diferentes competições, e temos sempre de ir à procura da perfeição. Ainda não atingimos. É para isso que trabalhamos", frisou.

No fecho do mercado de inverno, e depois de ter ficado sem alguns jogadores importantes no plantel, casos de Luis Díaz, Sérgio Oliveira e Corona, Sérgio Conceição, em jeito de desabafo disse que, face a essas perdas, talvez fosse necessário o FC Porto reformular os objetivos. Agora, e tendo em conta os bons resultados que a equipa tem apresentado, o treinador foi questionado se mantém a opinião a esse assunto.

"Podemos sempre lutar pelas vitórias, nunca me ouviram dizer o contrário. Quando saem três jogadores importantes é normal, mas a partir do momento em que isso acontece, não há nada a fazer. Mas, entramos sempre para os treinos para dar o máximo, o limite. Entramos para algum jogo para não ganhar? Não. Queremos ganhar sempre e é uma azia dos diabos quando isso não acontece", salientou.

O FC Porto, líder do campeonato, com 64 pontos, joga no domingo, às 18h00, em casa do Paços de Ferreira, 10.º classificado, com 27, numa partida, da 25.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que será arbitrada por João Pinheiro, da associação de Braga. O jogo tem relato na TSF e pode ser acompanhado ao minuto aqui, em tsf.pt.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de