Conceição diz que Liverpool "é a melhor equipa do mundo em alguns aspetos"

Sérgio Conceição lembrou a história dos 'dragões' nas competições europeias para comparar o poderio da equipa com o do Liverpool.

O treinador do FC Porto considera que o Liverpool, adversário de terça-feira na segunda jornada do Grupo B da Liga dos Campeões de futebol, é "a melhor equipa do mundo em alguns momentos do jogo".

"Temos um clube histórico, que também tem o seu percurso na 'Champions', de altíssimo nível, mas a história e o passado não jogam. Também temos 20 ou 30 por cento do orçamento do Liverpool, mas isso amanhã [terça-feira] não entra no campo, o que entra é a preparação do jogo, a estratégia que definimos e a forma como vamos estar organizados", lembrou.

Os 'reds' e o FC Porto defrontaram-se na Liga dos Campeões nas temporadas 2017/18 e 2018/2019, e o técnico dos 'dragões', eliminados nas duas ocasiões com pesadas derrotas caseiras (0-5 e 1-4), lembrou as diferenças e as semelhanças em ambas as formações desde essa altura.

"Desde 2019, a última vez que os defrontámos, saíram dois jogadores do Liverpool, e nós só temos três jogadores iguais na equipa. Ainda assim, a identidade do Liverpool, como a nossa, não mudou", começou por referir o treinador, que não tem problemas em considerar a equipa inglesa como uma das melhores do mundo.

"É uma equipa que, em alguns momentos do jogo, é a melhor equipa do mundo. Boa no que faz, forte, agressiva na condução de bola, capaz no ataque rápido à baliza adversária. Com preenchimento de espaços no ataque organizado. Cabe-nos a nós contrariar esse poderio e mostrar algumas fragilidades, que também as tem", afirmou na conferência de imprensa de antevisão da partida.

Para o segundo encontro do grupo B da Liga dos Campeões, Sérgio Conceição abordou a situação do central Pepe, que tem estado ausente devido a lesão.

"O ponto da situação não é risonho. Hoje, não treinou, vamos ver amanhã [terça-feira]. Vai ser até à última a ver se o conseguimos recuperar. Pode interferir na nossa postura em campo e na estratégia para o jogo estar o Pepe ou não estar", garantiu.

Sérgio Conceição recusou ainda a ideia de que o FC Porto vai jogar mais desinibido por não ter a responsabilidade de atingir os oitavos de final, ao contrário, das restantes equipas do grupo, todas dos principais campeonatos da Europa.

"A responsabilidade é sempre máxima. Se fizer essa pergunta aos adeptos ou aos dirigentes, eles não pensam da mesma forma, temos sempre a pressão de ganhar. Estamos cientes da dificuldade e do equilíbrio do grupo, mas estamos num grande clube e todos os momentos são importantes para decidir um jogo. Olhar para o jogo de forma desinibida é o quê? Há vários fatores que podem dizer que a equipa está nervosa. Temos pressão. No ano passado ganhámos 1-0 ao Chelsea e houve gente que ficou amuada", explicou o treinador.

O FC Porto recebe na terça-feira, às 20:00, no Estádio do Dragão, o Liverpool, no segundo jogo no Grupo B da Liga dos Campeões de futebol, que será arbitrado pelo russo Sergei Karasev.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de