Conceição encara City com respeito, mas garante FC Porto a jogar para ganhar

Conceição deixou claro que o "sentimento é sempre o mesmo", apesar do mediatismo do jogo.

O treinador Sérgio Conceição disse esta terça-feira que o FC Porto vai encarar o Manchester City com respeito, no encontro de estreia na Liga dos Campeões de futebol, garantindo os 'dragões' em campo "com uma vontade enorme de ganhar".

Na conferência de imprensa de antevisão ao encontro, o técnico portista foi confrontado com o mau registo dos 'azuis e brancos' em Inglaterra, uma situação que quer ver alterada já na quarta-feira, frente à equipa dos internacionais portugueses Bernardo Silva, João Cancelo e Rúben Dias.

"É essa minha vontade [de contrariar] e vamos fazer de tudo para que isso aconteça. Temos muito respeito pela equipa adversária, respeito aquilo que foram os últimos anos desta equipa, principalmente com este treinador [Pep Guardiola]. Mas cabe-nos fazer aquilo que nós trabalhámos para poder contrariar esta estatística tão negativa", observou Sérgio Conceição, acrescentado: "Não sou muito de estatísticas, não vale a pena lembrar o passado".

Apesar de admitir que o confronto com os ingleses é mediático, Conceição deixou claro que o "sentimento é sempre o mesmo".

"Em termos mediáticos, chama muito mais à atenção das pessoas, mas, para nós, o nosso sentimento é sempre o mesmo, uma vontade enorme de ganhar, preparar ao máximo aquilo que é o nosso trabalho para sairmos vitoriosos do jogo. O meu espírito não está diferente da semana passada, está exatamente igual", esclareceu.

O experiente defesa central Pepe, de 37 anos, irá capitanear os 'dragões' no Estádio Etihad, uma escolha justificada pelo técnico: "É um excelente profissional, um homem de balneário e um grandíssimo atleta. Talvez seja o jogador mais competitivo que treinei".

Minutos antes, foi precisamente o central português a fazer a antevisão à partida, considerando que o FC Porto terá de estar "concentrado, ser competitivo e ter frieza emocional".

"Já tive oportunidade de poder defrontar [uma] equipa do [Pep] Guardiola. Temos de ter humildade, sabemos que vamos ter de trabalhar muito como equipa para conseguir aquilo que queremos, que é ganhar", referiu.

Sobre a ausência de público do palco do encontro, devido à pandemia de Covid-19, o defesa defendeu que "não é uma vantagem", estimando que "o futebol perde muito, apesar de se viver um momento extremamente delicado".

O FC Porto, que viajou para Inglaterra com 26 jogadores, joga na quarta-feira com o Manchester City, em jogo da primeira jornada do grupo C da Liga dos Campeões, a partir das 20:00, com arbitragem do letão Andris Treimanis.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de