Bruno Fernandes e companhia fazem check-in para o Mundial. Portugal goleia Nigéria

O número 8 da seleção fez dois dos quatro golos do jogo. Veja os lances.

As malas estão feitas e para o Catar voa mais uma goleada da seleção nacional. Portugal venceu a Nigéria por 4-0, naquele que foi o último teste antes do Mundial 2022.

Bruno Fernandes abriu o caminho na primeira parte com dois golos, enquanto Gonçalo Ramos e João Mário completaram na segunda. Rui Patrício também brilhou ao defender um penálti.

Bruno Fernandes teve a primeira oportunidade aos oito minutos, com um remate ao lado, mas não demorou muito a fazer balançar as redes. No minuto seguinte, João Félix descobre Diogo Dalot à direita que entra na área e serve o colega de seleção e de clube para o 1-0.

Aos 14 minutos, Nuno Mendes quase faz uma obra de arte, resta saber se de propósito. Num canto do lado direito, o lateral combina com Bruno Fernandes e na quina da área atira em arco, mas a bola sai ligeiramente ao lado.

Pouco depois foi a vez de João Félix, depois de um remate de longe, ficar perto do segundo golo para Portugal.

Os nigerianos mostraram-se pela primeira vez aos 31 minutos. Moses Simon recebe a bola pela pela esquerda, puxa para dentro e remata à figura de Rui Patrício.

Depois de muito tempo com a bola na posse de Portugal, Bernardo Silva recebe na esquerda e cruza, mas o defesa nigeriano corta com o braço e é assinalado penálti. Bruno Fernandes não vacilou e bisou aos 35 minutos.

Em cima do minuto 45 quase aconteceu o hat trick em Alvalade. Grande passe de João Félix a isolar Bruno Fernandes, o médio tira o guarda-redes do caminho, mas, em dificuldade, atira ao lado. Logo depois, o árbitro apitou para o intervalo.

No regresso para o segundo tempo, Fernando Santos muda quatro jogadores. Entram Raphaël Guerreiro, Pepe, Vitinha e João Mário e saem Rúben Dias, Nuno Mendes, Bruno Fernandes e Bernardo Silva. Na Nigéria entram Chukwueze e Onyeka para as saídas de Ndidi e Lookman.

A equipa liderada por José Peseiro entrou na segunda parte com vontade de ter mais bola, mas não conseguia chegar a zonas de finalização.

A meio do segundo tempo, Fernando Santos promoveu nova estreia na seleção. Saiu André Silva para entrar Gonçalo Ramos.

Aos 71 minutos, aparece a melhor oportunidade para a seleção africana. Chukwueze arranca pela direita, tira António Silva do caminho e remata para defesa de Rui Patrício.

Logo a seguir, no outro lado do campo, João Félix recebe dentro da área e remata para grande defesa de Uzoho. Félix não estava inspirado. No minuto seguinte volta a aproveitar uma bola perdida na área, mas remate sai ao lado.

Fernando Santos volta a mexer aos 75', com a entrada de Ricardo Horta para o lugar de Otávio.

A Nigéria consegue uma oportunidade de ouro para reduzir, com uma grande penalidade provocada por Dalot. Contudo, Rui Patrício defende o remate Emmanuel Dennis.

Na jogada seguinte, Portugal faz o 3-0. Vitinha isola Raphaël Guerreiro, o lateral não foi egoísta e ofereceu a Gonçalo Ramos para uma estreia de sonho para o avançado.

E foi aberto o ketchup da segunda parte. Na jogada seguinte, Raphaël Guerreiro descobre Félix na esquerda que cruza, Gonçalo Ramos desvia de calcanhar e João Mário só teve de encostar.

Até ao final, a Nigéria procurou o golo de honra sem sucesso. A seleção portuguesa vai viajar rumo ao Catar onde dentro de uma semana defrontam o Gana, na estreia no Mundial.

Onze de Portugal: Rui Patrício; Dalot, Rúben Dias, António Silva, Nuno Mendes, William, Otávio, Bruno Fernandes, Bernardo Silva, João Félix e André Silva;

Onze da Nigéria: Uzoho; Osayi-Samuel, Akpoguma, Ekong e Bassey; Aribo, Ndidi e Iwobi; Lookman, Moffi e Simon.

Suplentes de Portugal: José Sá, Pepe, Guerreiro, Palhinha, Danilo, Rafael Leão, Vitinha, João Mário, Rúben Neves, Cancelo, Ricardo Horta, Diogo Costa, Matheus Nunes e Gonçalo Ramos.

Suplentes da Nigéria: Okoye, Adeleye, Duru, Etebo, Dessers, Chukwueze, Bonaventure, Onyeka, Onuachu, Chidozie, Ebuehi e Onyemaechi.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de