Xeque-mate a dois minutos dos 90. Espanha empurra Portugal para fora das meias-finais da Liga das Nações

Ouça o Relato TSF. Golo de Morata foi decisivo para a vitória espanhola.

A seleção portuguesa de futebol foi esta terça-feira afastada da final four da Liga das Nações, ao perder por 1-0 com a Espanha, num encontro da sexta e última jornada do Grupo A2, no Estádio Municipal de Braga.

Com o jogo bastante dividido, as seleções portuguesa e espanhola chegaram ao intervalo sem golos. O guarda-redes Unai Simón negou vários golos a Cristiano Ronaldo e Diogo Jota.

A dois minutos dos 90, após um cruzamento da direita, Nico Williams ganhou a Cancelo ao segundo poste e amorteceu de cabeça para Morata finalizar sem marcação. Estava feito o primeiro golo do jogo, a favor dos espanhóis.

Portugal, vencedor em 2019, só precisava de empatar com a Espanha para selar um lugar na final four da terceira edição da Liga das Nações, que se disputará de 14 a 18 de junho de 2023, com Espanha, Croácia, Itália e Países Baixos.

Logo aos 5 minutos, Ronaldo rematou por cima, mas também estava assinalada posição irregular a William Carvalho. Disparate de João Cancelo aos 8 minutos, com a bola a sobrar para os espanhóis. Valeu Danilo a evitar o pior com um corte no momento certo.

Um minuto depois, Diogo Jota surge em boa posição para o golo, mas vê o seu desvio intercetado por Hugo Guillamón. Passado o primeiro quarto de hora de jogo, Portugal está finalmente a reagir à pressão espanhola e a conseguir alguma posse de bola.

A situação mais perigosa do jogo surge aos 21 minutos, com Ronaldo e Danilo a tentarem o golo numa recarga. Pouco depois, o capitão português cai na grande área espanhola, mas o árbitro apenas assinala canto. Dois minutos depois há um grande remate de Rúben Neves travado por uma boa defesa de Unai Simón.

Aos 28 minutos, Rúben Dias consegue cabecear na sequência de um canto, ao segundo poste, mas a bola sai por cima. Decorrida a meia hora de jogo, Portugal faz um contra-ataque perigoso. Nesta jogada, Diogo Jota fez uma boa receção e rematou forte, mas Unai Simón parou a bola no ar e atirou-a para canto.

A dez minutos do intervalo, Portugal está instalado no meio campo espanhol. Aos 37 minutos, Bruno Fernandes fez um bom remate de longe e deu a sensação de golo por o esférico ter batido nas malhas laterais, mas saiu ao lado. O árbitro dá um minuto de compensação. Intervalo em Braga!

Recomeça o jogo. O primeiro lance de perigo surgiu um minuto depois, com Simón a negar o golo a Ronaldo. O guarda-redes espanhol começa a ser uma das grandes figuras do jogo. Aos 55 minutos de jogo, Fernando Santos põe Rafael Leão, Vitinha, João Mário e Ricardo Horta a fazer exercícios de aquecimento.

Soler, com muito espaço para o remate, atira ao lado da baliza de Diogo Costa. Aos 66 minutos, Ronaldo parte em contra-ataque, mas falha o passe para Bruno Fernandes e a Espanha recupera a posse. Dois minutos depois, Bruno Fernandes remata já dentro da área, com muito perigo, mas um adversário espanhol faz um corte milagroso para canto.

Aos 77 minutos, dupla substituição na equipa portuguesa: saem Diogo Jota e Bernardo Silva e entram Rafael Leão e João Mário. João Félix e João Palhinha também se preparam para entrar nos últimos minutos do jogo. A três minutos dos 90, Morata inaugura o marcador para os espanhóis.

O árbitro dá cinco minutos de compensação antes do final do jogo. Acabou o jogo. Portugal está fora da Liga das Nações.

Onze de Portugal: Diogo Costa; João Cancelo, Rúben Dias, Danilo e Nuno Mendes; Bruno Fernandes, Rúben Neves e William Carvalho; Bernardo Silva, Cristiano Ronaldo e Diogo Jota.

Onze da Espanha: Unai Simón; Carvajal, Guillamón, Pau Torres e Gayà; Soler, Rodri e Koke; Ferran Torres, Morata e Sarabia.

Suplentes de Portugal: Rui Patrício, José Sá (GK), Diogo Dalot, Tiago Djaló, João Palhinha, Ricardo Horta, Matheus Nunes, Rafael Leão, Vitinha, João Mário, Mário Rui e João Félix.

Suplentes de Espanha: Robert Sánchez, David Raya (GK), Nico Williams, Borja Iglesias, Sergio Busquets, Marcos Llorente, Gavi, Asensio, Yeremi Pino, Diego Llorente, Jordi Alba e Pedri.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de