Aubameyang acaba com sonho do Benfica na Europa em jogo de reviravoltas

Avançados dos Gunners bisou na partida em que o Benfica ainda sonhou. Ouça o relato TSF e veja os golos.

Em jogo estava a continuidade nas competições europeias e o regresso às vitórias, que fogem ao Benfica há três jogos. Neste encontro referente à segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa, o Benfica estava obrigado a marcar ao Arsenal, devido ao empate (1-1) no jogo da semana passada em Roma.

Um dia depois da conferência de imprensa em que o treinador Jorge Jesus deu um murro na mesa contra as críticas, o Benfica regressou ao sistema de três centrais com a entrada do reforço de inverno Lucas Veríssimo para o eixo da defesa. A grande surpresa no onze inicial da equipa estava, contudo, no ataque. Darwin Nuñez começou o jogo no banco de suplentes. Seferovic era o homem mais avançado dos encarnados.

O jogo começou fluído com ambas as equipas a lutar pela posse de bola. O Arsenal surgia muito perigoso do lado esquerdo do ataque, com destaque para a presença do avançado Aubameyang, um jogador com muita velocidade. Já o Benfica, aos 11 minutos, conseguiu ir à área dos londrinos, mas Rafa mostrou problemas no último passe.

Aos 20 minutos, o Arsenal aproveitou um erro da defensiva encarnada e abriu o marcador. Saka levantou a cabeça e Aubameyang fugiu à marcação de Lucas Veríssimo, picando a bola por cima de Helton Leite. O capitão dos Gunners colocou a formação londrina em vantagem.

Em desvantagem na eliminatória, Jorge Jesus mostrava-se apreensivo no banco de suplentes. Mas o Benfica respondeu, na sequência de uma bola parada. Pizzi levantou para a área e Vertonghen subiu ao segundo andar para cabecear por cima da baliza de Leno.

Antes do intervalo, o Arsenal ameaçou o segundo golo. Dani Ceballos usou a sua visão de jogo e encontrou Saka na cara de Helton Leite, que desviou a bola com os pés. O lance foi invalidado por fora do jogo do internacional inglês.

Na resposta, o Benfica foi junto à área do Arsenal, onde Julian Weigl foi carregado em falta por Ceballos. Diogo Gonçalves encarregou-se pela marcação do livre direto e apontou um golaço, empatando a eliminatória.

Na segunda parte, o Benfica teve maior posse de bola nos minutos iniciais, mas o primeiro lance de perigo pertenceu à formação inglesa. O médio norueguês Odegaard viu a desmarcação de Aubameyang na área e colocou-lhe a bola nos pés. O internacional do Gabão picou a bola por cima de Helton Leite, ainda festejou, mas o lance foi anulado por posição irregular. O avançado estava adiantado por centímetros.

Aos 56 minutos, o treinador Jorge Jesus fez as primeiras alterações na equipa. Darwin entrou para o lugar de Seferovic, Pizzi deu o lugar a Gabriel e Everton substituiu Taarabt.

Com os três jogadores frescos, o Benfica mudou de sistema tático e, aos 62 minutos, colocou-se em vantagem no marcador. Num lance aparentemente controlado, Dani Ceballos quis atrasar a bola para Leno, mas Rafa intrometeu-se no lance e, sem oposição e de baliza aberta, marcou o segundo golo dos encarnados.

O Arsenal não sentiu o golo e foi à procura da resposta. Cinco minutos depois de sofrer o golo de Rafa, os Gunners aproveitaram o espaço na área dos encarnados para relançar a eliminatória. Num lance mal abordado por Cebolinha, o canhoto Tierney aproveitou para controlar a bola e fuzilar a baliza de Helton Leite para o 2-2.

A três minutos do tempo regulamentar, depois de uma boa fase do Benfica no jogo, o Arsenal voltou à área e marcou o terceiro golo no jogo. Saka levantou a cabeça, cruzou para o segundo poste e Aubameyang apareceu a cabecear para as redes das águias, colocando os londrinos na frente da eliminatória.

Onze do Arsenal: Leno; Bellerín, David Luiz, Gabriel e Tierney; Ceballos, Xkaha e Odegaard; Smith Rowe, Aubameyang e Saka.

Onze do Benfica: Helton Leite; Diogo Gonçalves, Lucas Veríssimo, Otamendi, Vertonghen e Grimaldo; Weigl e Taarabt; Pizzi, Seferovic e Rafa.

Suplentes do Arsenal: Ryan, Hein, Lacazette, Willian, Cédric, Thomas Prtey, Pépé, Chambers, Pablo Marí, Elneny, Nketiah e Martinelli.

Suplentes do Benfica: Vlachodimos, Svilar, Gilberto, Everton, Gabriel, Waldschmidt, Cervi, Chiquinho, Pedrinho e Nuno Tavares e Gonçalo Ramo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de