Argumento previsível e repetitivo. Benfica vence Penafiel com dois golos parecidos

Gilberto e David Neres deram a vitória às águias. Veja os golos.

Este filme teve um argumento muito pouco original e, no clímax da história, foi repetitivo. O Benfica venceu o Penafiel por 2-0, com golos de Gilberto e David Neres.

Se as águias já eram favoritas e a vitória já era uma hipótese muito forte à partida, os dois golos surgiram em minutos seguidos e de forma muito semelhante.

A equipa benfiquista teve um natural ascendente ao longo da primeira meia hora da partida e somou várias oportunidades de golo, mas a partida mantinha um nulo no marcador aos 30 minutos de jogo.

Aos 39' voltou a ficar muito perto do golo. De livre, Grimaldo (quem mais?) remata ainda de muito longe, mas a bola sai a rasar o poste da baliza de Caio Secco. Pouco depois, Rafa arranca pela direita e joga com Gilberto. O brasileiro devolve de calcanhar e Rafa remata para defesa do guarda-redes penafidelense.

A partida foi para intervalo com 0-0, mas regressou para a segunda parte na mesma toada. Musa esteve perto do golo, a responder a um cruzamento proveniente da esquerda, mas cabeceou por cima.

O Penafiel não conseguia momentos de finalização e João Victor, talvez por pena, tentou ajudar. Bola longa da equipa da segunda divisão, há um primeiro ressalto e sobra para a discussão entre o central do Benfica e o Molvadgaard. Com o lance aparentemente controlado, o brasileiro tenta um atraso pouco ortodoxo para Vlachodimos e a bola faz um chapéu, mas sai ligeiramente ao lado.

Grimaldo, não contente com o que marcavam os ecrãs da Luz, decidiu arrancar da esquerda para o meio, tirar vários adversários do caminho e deixar a bola para o remate de Musa. Caio Secco ainda defendeu à primeira, mas Gilberto aparece na recarga para fazer o primeiro.

No minuto seguinte, é Musa quem arranca, é Rafa quem remata e o guarda-redes penafidelense volta a defender. Mas o argumentista não era muito original e só trocou os nomes, já que apareceu David Neres na recarga para fazer o segundo da noite na Luz. Aos 57 minutos, as águias venciam por 2-0.

Aos 64 minutos, canto para o Penafiel, a bola sobra para para a entrada da área onde a aparece Simãozinho que remata para o fundo da baliza, mas a bola ainda bate em Roberto que estava em posição irregular. Lance invalidado pelo árbitro e decisão confirmada pelo VAR.

O Benfica continuava a dominar a partida e, aos 85', Rodrigo Pinho recebe a bola isolado, mas remata ao lado.

A partida chegou ao final com 2-0 no resultado. Assim, o Benfica mantém-se na liderança do grupo C da Taça da Liga e tem o apuramento para os quartos de final muito bem encaminhado.

Onze do Benfica: Vlachodimos; Gilberto, João Victor, Morato, Grimaldo; Florentino, Draxler; Neres, Chiquinho, Rafa; Musa.

Onze do Penafiel: Caio Secco; Robinho, Leandro, João Miguel, Simão; Filipe Cardoso, João Oliveira, Feliz Vaz; Adriano Castanheira, Molvadgaard, Edi Semedo.

Suplentes do Benfica: Helton Leite, Diogo Gonçalves, Rodrigo Pinho, Ristic, Brooks, Gil Dias, André Almeida, Henrique Araújo, Paulo Bernardo.

Suplentes do Penafiel: Filipe Ferreira, Silvério, Reko, Roberto, Vasco Braga, Rúben Freitas, Afonso Figueiredo, Mica, Fábio Fortes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de