Chama ainda falhou, mas acendeu-se a tempo. FC Porto e Mafra empatam

Dragões não conseguiram a reviravolta e empataram 2-2 com o Mafra para a Taça da Liga. Veja os golos.

O FC Porto recuperou esta sexta-feira de uma desvantagem de dois golos, mas não foi além de um empate 2-2 na receção ao Mafra, num jogo da primeira jornada da Taça da Liga, disputado no Estádio do Dragão, no Porto.

Para surpresa de todos, o Mafra foi a primeira equipa a adiantar-se no marcador. Uma grande arrancada de Lucas Rodrigues, aos 16 minutos, deixou para trás a defesa portista. Depois cruzou rasteiro e, ao segundo poste, Fati só teve de encostar, levando ainda a bola a bater na parte de dentro do poste antes de entrar na baliza.

A três minutos do intervalo o Mafra ainda marcou mais um, de penálti. Houve uma mão na bola assinalada a Bruno Costa, o capitão Gui Ferreira pediu para concretizar e não falhou. Bola para um lardo, guarda-redes para o outro.

No segundo tempo o FC Porto entrou com vontade de mudar o rumo do jogo e marcou logo aos 48 minutos. Uribe tocou para Namaso, que disputou a bola com dois adversários e ficou a pedir falta. No entanto, o esférico sobrou para Pepê, que tocou a bola de forma subtil por cima do guarda-redes. O VAR ainda analisou um possível fora de jogo, mas confirmou o golo.

O empate surgiu aos 70 minutos com o espanhol Toni Martínez a aparecer bem na área, já após um canto, e a rematar para o fundo das redes adversárias. Um verdadeiro míssil do avançado.

Com este resultado, o Grupo A fecha a primeira jornada com todas as equipas empatadas com um ponto e o mesmo número de golos, depois de o Desportvo de Chaves ter empatado em casa do Vizela, também a 2-2.

Surge um cruzamento perigoso do FC Porto, aos 2 minutos, na sequência de um livre, mas a defesa do Mafra afastou o perigo. Os primeiros sete minutos estão a ser intensos, mas sem oportunidades.

Aos 15 minutos, Fati inaugura o marcador para o Mafra depois de um contra-ataque venenoso. Um resultado que premeia a forma como a equipa visitante está a encarar esta partida.

Sete minutos depois, Wendell põe a bola no fundo das redes do Mafra, numa recarga após um remate de Toni Martínez, mas o golo foi anulado por fora de jogo. Aos 25 minutos, Uribe viu o primeiro cartão amarelo do jogo por protestos.

O FC Porto não está sereno dentro das quatro linhas. Já o Mafra está desinibido, sem qualquer problema em atacar. Trabalham muito bem tanto com como sem bola. O jogo está interrompido, aos 28 minutos, depois de Fábio Cardoso e Diogo Almeida terem chocado violentamente numa disputa de bola. O árbitro considerou que foi falta do jogador do Mafra e mostrou-lhe cartão amarelo.

Aos 32 minutos, o Mafra está mais encolhido no seu meio campo e é o FC Porto que tem mais posse de bola. No entanto, os dragões ainda não tiveram grandes ocasiões de perigo junto da baliza do Mafra. Possível grande penalidade a favor do Mafra. O árbitro recorreu à ajuda do VAR e acaba por assinalar penálti por mão de Bruno Costa. Gui, o capitão, pediu para ser ele a marcar e não desperdiçou. Marcou bem e enganou Cláudio Ramos.

A um minuto dos 45, confusão na área do Mafra, após um livre perigoso do FC Porto. Os adeptos azuis e brancos pedem penálti. O árbitro analisou o lance com a ajuda do VAR e considera que foi limpo. Três minutos de compensação antes do intervalo.

Num lance de bola parada, Fábio Cardoso cabeceou com perigo, já nos descontos, mas a bola saiu ao lado. Intervalo, com o Mafra a ganhar por 2-0.

Recomeça o jogo no Dragão. No primeiro minuto de jogo, o FC Porto entra bem e consegue fazer um remate perigoso, que o guarda-redes Pedro Pacheco agarrou. Aos 48 minutos, depois de uma grande confusão na grande área do Mafra, Pepê fez um passe para a baliza e marca, reduzindo a desvantagem. Boa entrada do FC Porto nesta segunda parte.

Grande lance de João Mário, aos 53 minutos. Mas acaba em pontapé de baliza para o Mafra. Substituição no Mafra aos 61 minutos: sai Leandrinho e entra Matheus Oliveira. Na sequência de um canto, aos 70 minutos, Toni Martínez tirou um adversário do caminho com o corpo e fuzilou a baliza. Está feito o empate!

O jogo está a ser frenético nesta segunda parte. Aos 82 minutos, nova substituição no Mafra: saem Pedro Lucas e Leonardo e entram Pité e Bility. Três minutos depois, o árbitro mostra cartão vermelho ao treinador da equipa visitante.

Aos 88 minutos, Matheus Oliveira é expulso depois de ver o segundo cartão amarelo. O Mafra fica reduzido a 10 jogadores. É livre para o FC Porto, à entrada da grande área, descaído para a esquerda. Uribe atirou, Samu defendeu e agarrou à segunda.

O árbitro dá 7 minutos de compensação. Terminou o jogo no Dragão. O FC Porto não foi além de um empate frente ao Mafra.

Onze do FC Porto: Cláudio Ramos, Rodrigo Conceição, Fábio Cardoso, Marcano e Wendell; Pepê, Uribe, Bruno Costa e Galeno; André Franco e Toni Martínez

Onze do Mafra: Samu; Pedro Pacheco, Ousmane Diomande e Pedro Barcelos; Fati, Leandrinho, Leonardo e Gui; Pedro Lucas, Diogo e Lucas

Suplentes do FC Porto: Samuel Portugal; David Carmo, Manafá, Namaso, João Mário, Wendel Silva, Gonçalo Borges, Bernardo Folha, Marcus Abraham

Suplentes do Mafra: Renan, Mattheus Oliveira, Pité, Bility, Rodrigo Gui, Diga, Edwin Vente, João Goulart e Obule Moses

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de