Racismo: Conselho de Disciplina instaura processo ao Vitória de Guimarães

Clube pode ser castigado com um a três jogos à porta fechada.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol instaurou um processo disciplinar ao Vitória de Guimarães por causa dos insultos racistas contra o jogador do FC Porto, Moussa Marega.

Ao que a TSF apurou, o processo já seguiu para a Comissão de Instrutores da Liga de Clubes. O Vitória de Guimarães arrisca um castigo que pode ser de um a três jogos à porta fechada, além de uma multa. Consulte aqui o comunicado do Conselho de Disciplina.

No domingo, em Guimarães, durante um jogo da 21.ª jornada da I Liga de futebol entre o Vitória de Guimarães e o FC Porto, o avançado maliano dos 'dragões' Moussa Marega abandonou o jogo, após ter sido alvo de cânticos e insultos racistas por parte de adeptos da equipa minhota.

Vários jogadores do FC Porto e do Vitória de Guimarães tentaram demovê-lo, mas Marega mostrou-se irredutível na decisão de abandonar o jogo, tendo acabado por ser substituído, numa altura em que os 'dragões' venciam por 2-1, resultado com que terminou o encontro.

Ao abandonar o relvado, Marega apontou para as bancadas do recinto vimaranense, com os polegares para baixo, numa situação que originou uma interrupção de cerca de cinco minutos. Na sequência deste incidente, o MP instaurou um inquérito.

TUDO SOBRE O CASO MAREGA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de