Covid-19 "interrompe" apuramento de Rui Bragança para Tóquio2020

Lutador olímpico português de taekwondo explica à TSF que esta não é uma situação fácil de gerir.

São muitos os atletas com dificuldades em treinar, em manter a forma ou mesmo concluir o apuramento para os Jogos Olímpicos 2020. Rui Bragança, lutador olímpico português de taekwondo, explica à TSF que esta não é uma situação fácil de gerir.

O atleta já liderou o ranking mundial, foi campeão europeu por duas vezes e esteve nos Jogos Olímpicos Rio2016. Tinha uma prova de apuramento para os Jogos Olímpicos a 18 de abril, mas foi deslocalizada para a Rússia e depois novamente adiada, agora sem data definida.

Em entrevista à TSF, Rui Bragança revela que vai treinando em casa, mesmo sem parceiro de treino, "agora resta aguardar e esperar que tomem a melhor decisão, eles saberão porque estão a demorar este tempo todo para decidir, mas é certo que não sabemos bem para o que estamos a treinar", salienta o atleta português.

Rui Bragança terminou o curso de medicina e está à espera de colocação para o regime de internato, mas a situação dos Jogos Olímpicos deixou também este lado da vida do atleta em espera, "ia começar em setembro a nova fase da carreira profissional, mas como não sabemos do adiamento, ou não dos Jogos, tenho que estar à espera", diz Rui Bragança.

Até lá o atleta de taekwondo diz na entrevista à TSF, que também quer ajudar no combate à Covid-19, por isso inscreveu-se numa linha de apoio telefónico para profissionais de saúde e espera conciliar este serviço com as 3 horas de treino diário, "apesar de ainda não ter sido chamado, acredito que deverá ser em breve, até porque esta situação não deve ficar resolvida assim tão rapidamente".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de