Da avó às novelas. Jesus já é carioca, mas emocionou-se com Portugal

Treinador foi esta segunda-feira condecorado com o título de cidadão honorário da cidade do Rio de Janeiro.

Jorge Jesus já é cidadão honorário do Rio de Janeiro. Entre História e cultura televisiva, o treinador português quis enaltecer a ligação entre Portugal e Brasil. Depois do suor, vieram as lágrimas. O sangue, esse, sempre foi português.

"Portugal está ligado ao Brasil desde 1500, quando Pedro Álvares de Cabral chegou a Porto Seguro. Na minha infância, os meus professores sempre me ensinaram que o Brasil era um país irmão", enalteceu o técnico de 65 anos, arrancando aplausos dos presentes na homenagem.

"Sinto um grande orgulho, isto tem um grande significado." Jesus diz que amar o futebol e quis estender os agradecimentos ao Flamengo, que quis destacar como "o maior clube do mundo". E diz que nunca se cansará de dizer que o é.

A ode ao futebol continuou. "Faz parte da cultura do povo, no Brasil é cultura", explicou Jesus, antes de o seu discurso atravessar o Atlântico.

"Em Portugal, fomos habituados às novelas brasileiras, que começaram a entrar em casa dos portugueses. Começámos a conhecer a cultura brasileira, começámos a conhecer muitos dos grandes cantores brasileiros, que estiveram em Portugal", destacou Jesus.

Voz embargada

Recordando que também a sua avó era brasileira, Jorge Jesus fala numa ligação de "sangue" entre Portugal e Brasil. Emocionado, o treinador português precisou de respirar antes de revelar que "em cada dez pessoas" com que fala, "todas têm raízes portuguesas".

Falhou a matemática, falhou a voz, mas não falhou a emoção a Jesus. "O meu país está orgulhoso de mim, de certeza. Para Portugal, um obrigado".

Jorge Jesus é agora português, carioca, campeão brasileiro e sul-americano. E os cânticos de apoio que lhe foram automaticamente endereçados não enganam.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de