Dalot fala em "episódio caricato" e revela "enorme orgulho" pela chamada

Dalot juntou-se à comitiva lusa em Budapeste, substituindo João Cancelo nas opções da seleção nacional, depois de o jogador do Manchester City ter sido dispensado, face ao teste com resultado positivo para a Covid-19.

O lateral Diogo Dalot confessou esta segunda-feira que "estava a entrar num restaurante" quando foi chamado para substituir João Cancelo na seleção portuguesa de futebol que vai disputar o Euro2020 e revelou "um enorme orgulho" pela estreia na 'elite'.

"Foi um episódio caricato. Estava de férias, recebi uma chamada de Portugal no momento em que estava a entrar para um restaurante e claro que foi um momento especial, porque há muito tempo que ambicionava estar na seleção A. É um enorme motivo de orgulho e fiquei bastante feliz", afirmou o defesa, em declarações à assessoria de imprensa da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Dalot juntou-se hoje à comitiva lusa em Budapeste, substituindo João Cancelo nas opções da seleção nacional, depois de o jogador do Manchester City ter sido dispensado, face ao teste com resultado positivo para o coronavírus, que provoca a Covid-19.

"As circunstâncias não foram as melhores para o João. Falei com ele e ter o apoio dele num momento destes é fantástico. É um grande exemplo para mim, por tudo o que tem feito e já fez pela nossa seleção. Desejo-lhe as melhoras e estaremos aqui a jogar e a torcer por ele", referiu o lateral, de 22 anos.

Exatamente uma semana após ter participado na final do Europeu de sub-21, na qual Portugal perdeu com a Alemanha (1-0), Diogo Dalot, que já deverá integrar o treino da equipa das quinas na segunda-feira, o último antes do embate com a Hungria, disse estar "fisicamente pronto para ajudar".

"Pelo que ouço, é um grupo bastante bom e unido. Espero integrar-me rapidamente e ajudar a seleção da melhor maneira. Tive pouco menos de uma semana para descansar e recuperar energias de uma época que vai longa e que não terminou ainda, mas estou aqui de corpo e alma, e fisicamente pronto para ajudar a seleção", assegurou.

Na última temporada, o lateral formado no FC Porto representou os italianos do AC Milan, por empréstimo do Manchester United, tendo somado 33 encontros e dois golos pelos 'rossoneri', que estão a tentar prolongar a cedência junto dos ingleses por mais uma época.

Portugal, que é o detentor do troféu, integra o grupo F do Euro2020, juntamente com Hungria, Alemanha e França, tendo estreia marcada na competição para terça-feira, diante dos húngaros, em Budapeste, a partir das 17:00 (hora de Lisboa).

Seguem-se os encontros com os germânicos, em 19 de junho, em Munique, e com os franceses, em 23 de junho, novamente na capital magiar.

O Euro2020, que foi adiado para este ano devido à pandemia de Covid-19, decorre até 11 de julho, em 11 cidades de 11 países diferentes.

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O EURO 2020.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de