"Degradante, para mim, é estar envolto em escutas de corrupção"

No discurso de consagração na Câmara de Lisboa, presidente do Sporting, Frederico Varandas, não deixou os principais rivais sem resposta.

Depois de ter estado grande parte da temporada em silêncio, "para não prejudicar a equipa", o presidente do Sporting, Frederico Varandas, não poupou os principais rivais no discurso de consagração. Durante a receção na Câmara de Lisboa, que por causa da pandemia não teve o calor dos adeptos, o líder leonino respondeu diretamente às críticas do presidente do FC Porto, Pinto da Costa.

"Venceu e festejou. Ouvi alguém dizer que tinha sido um espetáculo degradante as festas em Lisboa. Não concordo. É verdade que houve excessos impossíveis de conter tal a dimensão do clube, do sentimento carregado neste título que fugia há 19 anos. Mas degradante, para mim e para o clube que tenho a honra de representar, é estar envolto em escutas de corrupção", atirou Frederico Varandas.

O Presidente do Sporting não se esqueceu do Benfica e sublinhou que o clube leonino venceu pela qualidade e competência. "Para uns não venceram porque foi o único clube do mundo a sofrer Covid. Outros porque tiveram apenas 16 penáltis. Mas nós sabemos, eles sabem, todos sabem que o Sporting Clube de Portugal venceu porque foi mais compentente"

Dezanove anos depois, os campeões nacionais foram recebidos pelo autarca de Lisboa, Fernando Medina. Da varanda do edíficio, os jogadores leoninos mostraram o troféu do campeonato conquistado.

"O Sporting é um campeão com a inteira justifiça", disse o presidente da autarquia lisboeta, destacando o capitão, Coates e o treinador Rúben Amorim.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de