Seferovic dá vitória sofrida ao Benfica frente ao Moreirense

Luther marcou o primeiro golo do jogo aos 48 minutos. Rafa e Seferovic apontaram os golos do Benfica perto do fim. Veja os golos.

O Benfica sofreu para vencer o Moreirense por 1-2, num jogo em que esteve a perder. A equipa da casa deu muito trabalho aos campeões nacionais. Depois de uma primeira parte sem golos e poucas oportunidades, o Moreirense adiantou-se no marcador no início do segundo tempo por intermédio de Luther.

Com grande desinspiração, os jogadores encarnados não conseguiam sair para o ataque, mas a cinco minutos do fim, Rafa empatou.

Nos descontos, foi a vez de Seferovic, saltar mais alto para cabecear para o fundo das redes de Pasinato, para delírio dos adeptos que se deslocaram ao minho.

Depois da derrota a meio da semana para a Liga dos Campeões, Bruno Lage voltou a apostar no núcleo duro, fazendo regressar à titularidade Seferovic, Rafa e André Almeida. A primeira oportunidade do encontro surgiu ao quarto de hora.

Rafa arrancou pela esquerda, serviu Seferovic. O suíço isolou Pizzi, que em excelente posição na área, atirou à malha lateral da baliza de Pasinato.

O Benfica não conseguia desbloquear o encontro e "desconcentrar" a defesa do Moreirense. A equipa da casa chegou-se à frente, por duas ocasiões, conseguindo incomodar a defensiva composta por Rúben Dias e Ferro.

Numa tentativa de contra-ataque, Rafa foi carregado em falta "dura". O internacional português ficou muito queixoso, tendo Bruno Lage chamado Caio Lucas para o aquecimento.

A poucos minutos do intervalo, Grimaldo desmarcou-se pela esquerda e cruzou para a área, onde estava Seferovic, que cabeceou por cima com algum perigo.

As equipas entraram para a segunda parte sem alterações e em busca dos golos. O Moreirense entrou com outra postura e inaugurou o marcador por intermédio de Luther Singh.

O avançado concluiu uma jogada que começou pela esquerda. Na área, o jogador do Moreirense estava sozinho e bateu Vlachodimos, para o primeiro golo da noite.

Aos 50 minutos, o Moreirense, que colocava pressão no campeão nacional, teve hipótese de aumentar a vantagem. Nenê tentou o remate, em acrobacia, mas a bola saiu ao lado da baliza das águias.

A 20 minutos do final, o Benfica estava com dificuldades em chegar à igualdade. Um dos lances mais perigosos do ataque das águias foi um livre de Raul de Tomás. O espanhol, claramente sem confiança, atirou contra a barreira, mas na recarga, desferiu um remate de pé esquerdo que passou ao lado da baliza do Moreirense.

Os encarnados, numa exibição pobre, chegaram à igualdade num lance que saiu dos pés de Rúben Dias. O central encarnado subiu no terreno, levantou a cabeça, cruzou para a área, onde estava Seferovic. O suíço permitiu o corte da defensiva, mas a bola foi ter com Rafa, que de cabeça empatou a partida.

Rafa foi o jogador que "carregou" a equipa às costas, face à desinspiração coletiva. Mas o momento decisivo estava reservado para o final. Seferovic marcou o golo da vitória nos descontos, colocando o Benfica na liderança.

Onze do Benfica: Vlachodimos; André Almeida, Ruben Dias, Ferro e Grimaldo; Pizzi, Fejsa, Taarabt e Rafa Silva; Raul de Tomás e Seferovic.

Suplentes do Benfica: Ivan Zlobin, Tomás Tavares, Jardel, Gedson, David Tavares, Jota e Caio.

Onze do Moreirense: Mateus Pasinato; João Aurélio, Iago Santos, Steven Vitória e Djavan; Filipe Soares, Fábio Pacheco e Alex Soares; Luther Singh, Bilel e Nenê

Suplentes do Moreirense: Mateus Pasinato; João Aurélio, Iago Santos, Steven Vitória e Djavan; Filipe Soares, Fábio Pacheco e Alex Soares; Luther Singh, Bilel e Nenê

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de