Dragão sem chama no Caldeirão. FC Porto empata em casa do Marítimo

O Marítimo inaugurou o marcador aos 11 minutos. Pepe empatou a cinco minutos do fim. Veja os golos.

O FC Porto não passou nos barreiros. Os dragões empataram com o Marítimo (1-1), num jogo complicado para a equipa de Sérgio Conceição. Bambock inaugurou o marcador os 11 minutos e, a cinco minutos dos 90, num lance confuso na área dos insulares, Pepe empatou. Com este resultado, os dragões ficam com a liderança da Liga em risco.

O FC Porto entrou nos Barreiros motivado pela liderança conquistada no último domingo, frente ao Famalicão. E como em equipa que vence, não se mexe, Sérgio Conceição optou por repetir o mesmo onze inicial.

Ainda sem Marega, era Soares o homem mais avançado dos Dragões.O encontro começou com dois cantos conquistados pelos azuis e brancos. No primeiro, Pepe chocou com o guardião Amir, tendo ambos saído lesionados do lance.

Logo a seguir, Pepe surgiu novamente a cabecear, na zona da marca dos onze metros, mas o guarda-redes insular mostrou segurança entre os postes.

O Marítimo respondeu e conquistou um livre do lado direito do seu ataque. Na conversão, a bola foi aliviada pela defensiva dos dragões. Mais tarde, na sequência de um canto, a bola foi afastada e sobrou para Bambock, que rematou para um grande golo.

A equipa de Sérgio Conceição partiu em busca do empate e instalou-se no meio campo insular. Aos 19 minutos, Corona fugiu à marcação pela direita e cruzou para Luís Díaz. O colombiano, que está de pé quente, rematou para uma defesa a dois tempos de Amir, que evitou o empate.

Sérgio Conceição puxava pela equipa no banco portista, mas a construção dos dragões esbarrava na eficácia defensiva do adversário, que se mostrava motivado com a vantagem no marcador.

A segunda parte começou com uma jogada de perigo na área do FC Porto. Correa bateu um livre e a bola desviou na barreira portista. Marchesín atrapalhou-se e defendeu para a frente, valendo a "prontidão" de Danilo. O FC Porto não conseguia criar oportunidades de golo e Sérgio Conceição lançou no jogo, numa primeira fase Zé Luís e, logo depois, Nakajima.

O jogo tinha praticamente apenas um sentido, em direção à baliza do Marítimo, mas os azuis e brancos falhavam no último terço do campo.

Na sequência de um canto, o FC Porto chegou à igualdade, mas o lance ficou marcado pela confusão. Amir sai para cortar a bola, mas Soares cabeceou para as costas de Pepe e a bola passou a linha de golo. Após consultar o VAR, o árbitro Jorge Sousa validou o golo.

O árbitro deu seis minutos de compensação e, nos descontos, Soares perdeu a oportunidade de colocar os dragões em vantagem na partida. Com este resultado, os dragões ficam com a liderança em risco, à mercê do Benfica, que joga com o Portimonense.

Ficha de jogo:

Bambock, 11 minutos

Pepe, 85 minutos

Onze Marítimo: Amir; Nanú, Bambock, Douglas Grolli e Fábio China; Edgar Costa, René Santos, Pedro Pelágio e Correa; Luciano Nequecaur e Daizen Maeda.

Suplentes do Marítimo: Charles, Bebeto, André Teles, Vukovic, Marcelinho, Erivaldo e Rodrigo Pinho.

Onze FC Porto: Agustín Marchesín, Mbemba, Iván Marcano, Pepe , Wilson Manafá, Danilo Pereira (C),Otávio, Matheus Uribe, Jesús Corona, Soares, Luis Díaz

Suplentes do FC Porto: Diogo Costa, Alex Telles, Loum, Bruno Costa, Nakajima, Zé Luís e Fábio Silva.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados