FC Porto junta-se ao Benfica na final da Taça de Portugal

Os dragões inauguraram o marcador de penálti e consolidaram o resultado na segunda parte, com golos de Zé Luís e Sérgio Oliveira. Veja os golos.

O FC Porto qualificou-se esta quarta-feira para a final da Taça de Portugal, na qual vai defrontar o Benfica, depois de vencer o Académico de Viseu, por 3-0, na segunda mão das meias-finais. Depois do empate 1-1 em casa da equipa da II Liga, na primeira mão, Alex Telles, de grande penalidade, Zé Luís e Sérgio Oliveira marcaram os golos que permitiram aos dragões qualificar-se pela 31.ª vez para a final da Taça de Portugal, prova que ganharam 16 vezes.

Na final, em 24 de maio, o FC Porto vai defrontar o Benfica, que na terça-feira tinha garantido o apuramento, ao empatar com o Famalicão (1-1), depois de ter vencido em casa por 3-2, na primeira mão.

Já rola a bola no Dragão. Uma bola bem recuperada por Alex Telles deu origem a uma boa oportunidade de remate para Nakajima, que acabou por ser desviado para canto. Este lance de bola parada originou a outro logo a seguir, do lado oposto. Na sequência deste canto, Diogo Leite cabeceou ao lado da baliza de Ricardo Fernandes.

Aos 10 minutos, João Pica viu cartão amarelo por derrubar Nakajima. Livre perigoso para o FC Porto. Alex Telles bateu a bola parada e Diogo Leite ainda desviou de cabeça, mas o esférico saiu pela linha final. Pontapé de baliza para o Académico de Viseu. Sete minutos depois, Zé Luís é derrubado na grande área do Académico de Viseu e o árbitro Manuel Oliveira assinala penálti. Chamado a converter, Alex Telles marca e inaugura o marcador.

Atrapalhação na grande área do Académico de Viseu aos 21 minutos, depois de um livre de Vitinha. Os adeptos da equipa forasteira fazem-se ouvir no Dragão e puxam pela equipa num momento delicado. O FC Porto está confortável no jogo, sem acelerar muito. Três minutos depois, novamente pânico na grande área do Académico de Viseu. Luis Díaz tem a possibilidade de dilatar a vantagem, mas remata contra as pernas de um jogador do Académico.

Na primeira meia hora de jogo, Kelvin vê cartão amarelo. Aos 35 minutos, Manafá teve uma boa oportunidade para marcar, mas o remate saiu fraco e à figura do guarda-redes Ricardo Fernandes. Sete minutos depois, Zé Luís teve duas oportunidades de golo, que desperdiçou.

Intervalo no Estádio do Dragão.

Recomeça o jogo. Sai a equipa do FC Porto com a bola nesta segunda parte. A primeira substituição do jogo acontece aos 55 minutos, por parte de Sérgio Conceição. Entra Sérgio Oliveira para o lugar de Uribe. Aos 56 minutos foi a vez de o Académico de Viseu ameaçar a baliza dos dragões.

Aos 62 minutos, Ricardo Fernandes sai da baliza e fecha completamente o caminho do golo a Corona. É canto para o FC Porto. É na sequência desta bola parada que surge o segundo golo dos dragões, por intermédio de Zé Luís.

Quatro minutos depois do golo, Luis Díaz cai perto da entrada da grande área do Académico de Viseu e fica queixoso, mas o árbitro diz que não há falta. O jogador acaba por ser substituído aos 69 minutos para dar lugar a Marega.

Dupla substituição no Académico de Viseu. Saem Fernando Ferreira e Kelvin para dar lugar a Carter e Diogo Santos. O FC Porto marca novamente, por intermédio de Sérgio Oliveira, aos 72 minutos, mas o árbitro pede ajuda ao VAR para validar o tento. O árbitro Manuel Oliveira acaba por validar. Está feito o terceiro para os azuis e brancos e deixam de haver dúvidas: o FC Porto vai mesmo para o Jamor defrontar o Benfica.

Aos 76 minutos é a vez de Sérgio Conceição voltar a mexer na equipa. Sai Corona e entra Romário Baró. No Académico de Viseu sai Luisinho e entra Bruninho. Aos 83 minutos, Nakajima surge novamente à procura do golo, mas Ricardo Fernandes salvar o Académico de Viseu.

Termina o jogo no Dragão. FC Porto Vence Académico de Viseu por 3-0 e defronta o Benfica na final da Taça de Portugal, pela décima vez.

Onze do FC Porto: Diogo Costa; Manafá, Mbemba, Diogo Leite e Alex Telles; Uribe e Vítor Ferreira; Corona, Nakajima e Luis Díaz; Zé Luís.

Onze do Académico de Viseu: Ricardo Fernandes, Rui Silva, João Pica, Félix Mathaus e Jorge Miguel; Kelvin, João Oliveira, Fernando Ferreira e Luisinho; Jean Patric e João Mário.

Suplentes do FC Porto: Marchesín, Saravia, Sérgio Oliveira, Romário Baró, Marega, Aboubakar e Soares.

Suplentes do Académico de Viseu: Ricardo Janota, Filipe, Lucas, Diogo, Bruninho, Latyr Fall e Carter.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de