Goleada para a liderança. Benfica vence Portimonense e ultrapassa FC Porto

Águias goleiam algarvios por 4-0 e isolam-se na liderança da I Liga.

O Benfica isolou-se esta quarta-feira na liderança da I Liga portuguesa de futebol, ao golear em casa o Portimonense, por 4-0, em jogo da nona jornada.

Preocupado com os últimos resultados, Bruno Lage fez algumas alterações no onze inicial. Pizzi ficou no banco, enquanto Samaris, Chiquinho e Carlos Vinícius entraram na equipa logo de início.

Numa noite de nevoeiro é Chiquinho quem dá nas vistas. Num primeiro lance de perigo, o jogador lançou Vinícius, mas Jadson fez um corte precioso. Pouco depois, aos quatro minutos, outro grande pormenor do jogador emprestado pelo Moreirense. Depois de receber a bola à entrada da área, de costas para a baliza, o jogador rodou e rematou, mas a bola saiu muito por cima.

Aos 10 minutos aconteceu o primeiro lance de perigo para o Portimonense. Tabata fez um cruzamento largo ao segundo poste, onde apareceu Aylton Boa Morte para o remate. Valeu ao Benfica Vlachodimos, que fez uma excelente intervenção.

Passado o primeiro quarto de hora do jogo, aos 17 minutos, André Almeida estreia-se a marcar na I Liga e inaugura o marcador no Estádio da Luz com um remate de cabeça, sem hipótese para o guarda-redes do Portimonense.

Sem baixar os braços, logo um minuto depois de sofrer o golo, Aylton rematou à baliza de Vlachodimos, mas sem criar grande perigo.

Finda a meia hora, o jogo continuava bem vivo. Aos 31 minutos, Carlos Vinícius criou uma boa oportunidade para os encarnados. Quatro minutos depois, uma boa combinação entre Grimaldo e Cervi, na esquerda, acabou com um cruzamento para Chiquinho. No entanto, o remate do jogador do Benfica foi bloqueado.

Perto do intervalo, as águias repetiam a fórmula que usaram frente ao Lyon, sem pressionar alto. Aos 42 minutos, Carlos Vinícius pediu penálti após um lance na pequena área com Lucas. O árbitro nada assinalou.

Com um pouco mais de posse de bola que o Portimonense, os encarnados foram para o intervalo em vantagem.

No primeiro minuto da segunda parte, o Benfica aumenta a vantagem com um golo de Rúben Dias, na sequência de um canto. Mais um lance de laboratório da equipa de Bruno Lage, novamente de bola parada.

Aos 52 minutos, o Benfica esteve perto do terceiro golo. Mais uma vez com Chiquinho como protagonista. O jogador apareceu perante Ricardo Ferreira, mas o guardião deu bem o corpo ao lance e fechou o caminho para a baliza. Passados 11 minutos, Carlos Vinícius cavalgou vários metros, marcou o terceiro do Benfica e lesionou-se. Os companheiros, durante os festejos, foram a correr ajudar o companheiro.

Numa altura em que Seferovic já estava com fato de treino, pronto para substituir o camisola 95 das águias, Vinícius recupera e bisa no encontro. O brasileiro voltou a responder com uma arrancada pelo corredor central, agora a dar sequência a um cruzamento de Chiquinho da esquerda.

O Benfica não está a ter um jogo muito exigente. Face à pressão dos encarnados, o Portimonense não consegue manter a posse de bola durante muito tempo. Aos 71 minutos, Bruno Lage optou por tirar Chiquinho e colocar Pizzi, o melhor marcador da equipa, dentro das quatro linhas.

Apesar dos avisos, voltaram a ser arremessados para o relvado objetos pirotécnicos por parte das claques dos encarnados.

Quando faltavam apenas 10 minutos para o final da partida, Gedson, após receber a bola de Cervi, atirou de pé esquerdo e o guarda-redes do Portimonense quase deixou a bola escapar-se para dentro da baliza. Esteve à vista um frango.

A quatro minutos dos 90 já se via um Portimonense claramente derrotado e à espera do apito final. O Benfica ganhou um canto no último lance do jogo, numa altura em que já muita gente abandonava o Estádio da Luz.

Os encarnados acabaram por vencer a partida com uma goleada -4-0 - e garantir o sétimo jogo sem sofrer golos.

Onze do Benfica: Vlachodimos; André Almeida, Rúben Dias, Jardel e Grimaldo; Gedson, Samaris, Gabriel e Cervi; Chiquinho e Carlos Vinícius.

Onze do Portimonense: Ricardo Ferreira, Koki Anzai, Lucas Possignolo, Jadson, Rodrigo, Pedro Sá, Emma Hackman, Lucas Fernandes, Bruno Tabata, Aylton Boa Morte, Iury Castilho.

Suplentes do Benfica: Zlobin, Tomas, Ferro, Pizzi, Taarabt, Jota e Seferovic.

Suplentes do Portimonense: Samuel, Fernando, Rômulo, Luquinhas, Cevallos, Marlos Moreno e Beto.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados