Defesa da Taça acabou no primeiro jogo. Sporting cai em Alverca

Veja os golos. O Sporting deslocou-se a Alverca para defender a Taça de Portugal e por lá ficou. Perdeu no Ribatejo.

O objetivo era defender a Taça de Portugal conquistada na última época, mas caiu logo no primeiro jogo. O Alverca surpreendeu o Sporting e derrotou os leões por 2-0 no Ribatejo, com golos de Alex e Luan, eliminando o detentor da prova. Que é como quem diz: houve Taça em Alverca.

Entrou a todo o gás a equipa do Sporting, mas foram os anfitriões quem mostrou como se marca golos. Alex encontrou espaço no corredor central, não apertaram com ele e rematou seco e baixo à baliza. Maximiano atirou-se, mas não conseguiu lá chegar. Dez minutos de jogo, 1-0.

A bem da verdade, o Sporting tinha entrado bem. Vietto e Borja obrigaram João Victor a aplicar-se a sério, mas ambos os remates saíram ao lado da baliza. E assim continuou depois do golo ribatejano: mandão, atacante, mas pouco lúcido.

O pendor ofensivo dos leões era grande. A concentração defensiva sofria. Flávio, extremo esquerdo, saiu em contra-ataque, lançou para André e este, já do lado direito, cruzou para o segundo poste, onde estava Alex. Cabeceou sem oposição, mas por cima. Mais um aviso dos da casa.

A chuva, essa, desde cedo não dava tréguas. Perto do intervalo o relvado começou a ressentir-se: ora havia um passe a sair curto, ora a bola saltava menos do que o expectável, ora um carrinho percorria mais metros do que era suposto.

A bicicleta é que parecia dar resultado. Aos 44 minutos, um livre do Alverca sobra para Erick Mendes, que fez um movimento de manual. Bola controlada com o peito, elevada acima da cabeça, momento de suspensão e pontapé de bicicleta à queima-roupa. Maximiano também merece aplausos: a pouquíssimos metros do remate só teve tempo para, por reflexo, enviar a bola por cima da baliza. Momento de Champions no relvado do Alverca.

Nada mau para fechar a primeira parte. A perder, Silas quis tentar virar o jogo logo a partir do início da segunda parte. Para isso, tirou Eduardo Henrique e lançou Bruno Fernandes, que recebeu a braçadeira de capitão de Miguel Luís.

No primeiro toque na bola, o capitão fez uma roleta e uma variação de flanco como ainda não se tinha visto. Logo a seguir, ia oferecendo o golo a Vietto. Mais do mesmo.

Ora, não resultou a alteração, resultou a bola parada do Alverca. Canto a partir da direita e Luan, sozinho na marca do penálti atirou a contar para o segundo. Tão simples quanto isso.

Silas fartou-se de esperar e tirou Jesé e Borja para entrarem Acuña e Bolasie. Luan, que tinha acabado de marcar, também saiu, mas por lesão. Entrou Ibraima Só.

Aos 64', o Alverca quase oferecia um penálti a Bruno Fernandes. Livre na meia-lua da grande área que o capitão leonino enviou demasiado ao ângulo. Ferro e fora.

O Alverca respondeu na mesma moeda. Livre de Jorge Bernardo, Maximiano largou a bola e, por centésimas de segundo, a emenda não apareceu. Acuña era quem tinha entrado melhor no Sporting mas, uma vez mais, era vencido pelo seu "feitio": foi-lhe assinalada uma falta, tentou obrigar um adversário a levantar-se e afastou um outro que o tento acalmar. Cartão amarelo.

O jogo entrou numa fase de ataque contra ataque. O Sporting colocou a carne toda no assador e expôs-se no jogo. Inteligente a gerir a partida, o Alverca aproveitava todas as oportunidades que tinha para sair em contra-ataque. O cansaço acabava por trair Erick e Luan, a quem faltava força e discernimento.

Quem não teve dificuldades foi João Victor. Uma, duas, três defesas e uma exibição seguríssima na baliza dos ribatejanos valeu a certeza de que, no final, houve tomba-gigantes. O Sporting está fora da Taça de Portugal.

Onze do Alverca: João Victor; Ronaldo, André Duarte, Andrezinho, Erick Mendes, Flávio Castro, Jorge Bernardo, André Dias, Rafa, Luan e Alex.

Onze do Sporting: Maximiano, Rosier, Ilori, Neto, Borja, Doumbia, Miguel Luís, Eduardo Henrique, Jesé, Vietto e Luiz Phellype

Luís Godinho foi o árbitro nomeado para dirigir o encontro. Pedro Mota e Valter Rufo são os assistentes, com José Quitério a desempenhar as funções de quarto árbitro.

Suplentes do Sporting: Renan, Bruno Fernandes. Acuña, Ristovski, Plata, Mathieu e Bolasie

Suplentes do Alverca: Lázaro, Semedo, Ibraima Só, Rick Sena, João Freitas, João Luís e Filipe Godinho

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados