FC Porto vence Braga por 3-1 com reviravolta no marcador em apenas dois minutos

Campeão FC Porto iniciou defesa do título com receção ao Sporting de Braga. Veja os golos.

O FC Porto iniciou da melhor maneira a defesa do título nacional, ao receber e vencer este sábado o Sporting de Braga por 3-1, um jogo da primeira jornada da I Liga em que até esteve a perder.

Os arsenalistas, terceiros na última edição da prova, adiantaram-se aos 21 minutos, através de Castro, mas os dragões viraram o resultado ainda na primeira metade, com golos de Sérgio Oliveira (45+1) e de Alex Telles (45+4), este de grande penalidade. O mesmo Alex Telles (89) bisou na partida, na conversão de outra grande penalidade.

Com esta vitória, o FC Porto junta-se ao Benfica, goleou (5-1) na sexta-feira em Famalicão, e ao Belenenses SAD, venceu (1-0) em casa do Vitória de Guimarães, também na sexta-feira, no comando da prova, todos com três pontos, enquanto os bracarenses ficam na parte baixa da tabela, com famalicenses e vimaranenses.

Já rola a bola no Estádio do Dragão. O FC Porto troca bolas curtas, na zona de saída, sem grande pressão por parte do Braga. Ao segundo minuto de jogo, Corona liberta Otávio e este, na área, toca de calcanhar à procura de Marega, mas João Pinheiro assinala falta do maliano na disputa de bola.

No minuto 8, um desvio de cabeça, por parte de Pepe, sai ao lado. É pontapé de baliza para o Sporting de Braga! Pouco depois, uma bola em profundidade vai parar a Marega que remata ao lado! Os dragões estão muito pressionantes nestes primeiros minutos.

Bruno Viana vê o primeiro cartão amarelo do jogo por uma entrada por trás sobre Marega. O Braga está a jogar praticamente em cima da linha de meio campo, não permitindo que o FC Porto avance muito.

Aos 12 minutos, Octávio coloca o FC Porto em vantagem depois de uma magnífica jogada de Corona. No entanto, o golo não é válido após análise do vídeo-árbitro. Houve fora de jogo.

Pouco depois, aos 21 minutos, André Castro marca à antiga equipa, inaugura o marcador e coloca o Braga em vantagem. Jogada a toda a largura dos arsenalistas: esgaio cruza largo para o segundo poste, Ricardo Horta toca atrasado e Castro dispara de forma indefensável para Marchesín. O médio não festejou.

Um minuto depois de inaugurar o marcador, o Braga volta a marcar, mas o golo é anulado. Já é o segundo golo anulado no jogo! Ricardo Horta foi apanhado em fora de jogo por oito centímetros!

Aos 34 minutos, Uribe faz falta sobre Fransérgio numa zona perigosa para a baliza azul e branca. A bola saiu com perigo e obrigou Marchesín a uma grande defesa junto ao poste esquerdo. Três minutos depois, o FC Porto fica perto do empate! Ainda longe da área, Alex Telles cruza para a área e aparece Corona a desviar por cima da barra.

Entram três jogadores dos dragões em exercícios de aquecimento. Perto do intervalo, o Braga tem o jogo perfeitamente controlado.

Aos 45 minutos, mesmo em cima do intervalo, surge, nas alturas, a cabeçada certeira de Sérgio Oliveira. Alex Telles recebeu a bola na esquerda e teve todo o tempo e espaço para observar a área e desenhar um excelente cruzamento para Sérgio. É o empate no Dragão!

Logo a seguir, já em tempo de compensação, Marega cai na área, em disputa com Raul Silva, na linha de fundo, e João Pinheiro aponta para a marca 11 metros. Alex Telles, que deu a marcar o primeiro, é chamado a converter, não falha e assina um golo de grande penalidade. Os dragões fazem uma reviravolta no marcador em apenas dois minutos!

É intervalo no Estádio do Dragão.

Recomeça o jogo. Nos primeiros quatro minutos do segundo tempo, Ricardo Horta falha um golo escandalosamente, com a baliza praticamente aberta. O jogador do Braga leva as mãos à cabeça.

Aos 60 minutos, Esgaio vê cartão amarelo por falta sobre Alex Telles. Seguem-se três substituições na equipa do Braga. Saem Abel Ruiz, Raul Silva e Castro e entram André Horta, Schettine e Galeno. Uma verdadeira revolução na equipa bracarense!

Três minutos depois surge um cruzamento/remate muito traiçoeiro de Schettine, que passa em frente à baliza. Até o guarda-redes Marchesín ficou surpreendido com este lance. Aos 68 minutos, Sérgio Oliveira rasteira Galeno perto da área e vê cartão. Livre perigoso a favor do Braga. O remate é uma bomba, mas sai ao lado.

A primeira mexida de Sérgio Conceição na equipa surge aos 71 minutos. Zaidu entra para o lugar de Sérgio Oliveira.

Aos 75 minutos, Raul Silva, no banco de suplentes, recebe ordem de expulsão por parte de João Pinheiro. Quatro minutos depois é a vez de David Carmo ver um cartão, mas amarelo. O jogador do Braga rasteirou Corona mesmo à frente do banco do FC Porto, que saltou em protesto.

Aos 88 minutos, novo penálti assinalado para o FC Porto. Alex Telles volta a não desperdiçar e faz o 3-1.

O árbitro dá quatro minutos de compensação para esta segunda parte. Final da partida! FC Porto vence o Braga por 3-1.

Onze inicial do FC Porto: Marchesín; Manafá, Mbemba, Pepe e Alex Telles; Danilo, Uribe, Sérgio Oliveira e Otávio; Corona e Marega.

Onze inicial do Braga: Matheus; Sequeira, Al Musrati, Abel Ruiz, David Carmo, Ricardo Horta, Fransérgio, Raul Silva, Bruno Viana, Ricardo Esgaio e Castro.

Suplentes do FC Porto: Diogo Costa; Diogo Leite, Zaidu, Loum, Taremi, João Mário, Soares, Fábio Vieira e Evanilson.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de