O menino inaugurou, o melhor marcador confirmou. FC Porto venceu Olympiacos

Os portistas venceram o Olympiacos no Dragão e conquistaram a primeira vitória na Liga dos Campeões. Veja os golos.

O FC Porto venceu esta terça-feira os gregos do Olympiacos, treinados pelo português Pedro Martins, por 2-0, em jogo da segunda jornada do grupo C da Liga dos Campeões, garantindo os primeiros três pontos na competição. O Dragão voltou a ver adeptos nas bancadas.

O jovem Fábio Vieira, de 20 anos, marcou o primeiro golo da partida, aos 11 minutos, com Sérgio Oliveira, aos 85', a ampliar a vantagem do FC Porto sobre o Olympiacos, que contou com os portugueses José Sá, Rúben Semedo, Rúben Vinagre, Bruma e Pêpê Rodrigues.

O médio Sérgio Oliveira é agora o melhor marcador dos dragões: marcou em três dos sete jogos oficiais dos portistas esta época.

Com esta vitória, o FC Porto está em segundo lugar no grupo, com três pontos, os mesmos do Olympiacos, com o Manchester City, de Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva, a liderar com seis, depois da vitória desta terça-feira frente ao Marselha, de André Villas-Boas, por 3-0, com os franceses ainda sem pontuar.

Oito meses depois, ouviu-se o apoio dos adeptos no Estádio do Dragão. O primeiro lance do jogo surgiu ao segundo minuto, com um livre de Valbuena, sobre a direita, por falta de Otávio. A defesa portista afastou. Dois minutos depois, Holebas cedeu canto, ao desviar um passe de Otávio para Corona.

Após um erro de Bouchalakis, o menino Fábio Vieira faturou na Champions e fez o primeiro para o FC Porto aos 10 minutos.

Aos 16 minutos, uma falta de M'Vila sobre Corona resulta num livre promissor para o FC Porto. Sérgio Oliveira coloca a bola ao segundo poste, onde Zaidu cabeceia para fora. Aos 24 minutos, El-Arabi é apanhado em fora de jogo numa jogada que podia ser perigosa para os dragões. É uma situação que os azuis e brancos não podem permitir se querem continuar em vantagem no marcador.

Pouco antes da meia hora de jogo, aos 27 minutos, José Sá sai muito rápido da baliza do Olympiacos e impede que Marega fature. Aos 31 minutos, Cissé intercepta um passe de Sérgio Oliveira para Corona. Logo no minuto a seguir, Rafinha ganha canto, batido por Valbuena. A bola é afastada pela defesa.

Aos 39 minutos, o Olympiacos esteve perto de fazer o golo da igualdade, mas Mbemba teve muito bem a guardar a baliza e a fazer um corte fulcral!

Aos 47 minutos, livre de Balbuena. Marchesín sai à bola e sofre falta de Cissé. Quatro minutos depois, Ranđelović faz um remate muito difícil de primeira, mas Marchesín defende. Logo a seguir, alteração no Olympiacos: entra Fortounis e sai Masouras.

Aos 60 minutos, Corona vê cartão amarelo. Três minutos depois, Fortounis remata mas a bola vai para fora depois de ser desviada por um jogador do FC Porto. É canto para o Olympiacos. Uma bola parada que passa sem perigo.

O japonês Nakajima, em campo há oito minutos, e ainda não tinha conseguido tocar na bola, por culpa do jogo e da qualidade do Olympiacos. Aos 68 minutos, mais duas alterações na equipa portista. Saem Corona e Otávio, entram Evanilson e Grujic. Na equipa grega entram dois internacionais portugueses: Rúben Vinagre e Bruma entram para o lugar de Holebas e Randjelovic.

Cinco minutos depois, Uribe cabeceia sobre a barra, a passe de Sérgio Oliveira. Aos 82 minutos, Uribe fez falta sobre Valbuena. É advertido quando o jogo pára para ser marcada falta de Bouchalakis sobre Marega. Pouco depois entra mais um jogador português na equipa do Olympiakos: Pêpê.

A cinco minutos dos 90, Sérgio Oliveira cabeceia a um cruzamento de Marega, na direita. É Nakajima quem inicia o lance do golo que dá ao FC Porto uma vantagem confortável no jogo.

Aos 88 minutos, Sérgio Oliveira é substituído por Romário Baró e é aplaudido por todos os adeptos do FC Porto que estão no Dragão. O árbitro dá 4 minutos de compensação!

No final, o FC Porto venceu o Olympiacos no Dragão e conquistou a primeira vitória na Liga dos Campeões.

Onze inicial do FC Porto: Marchesín; Manafá, Mbemba, Pepe e Zaidu; Sérgio Oliveira e Uribe: Corona, Fábio Vieira e Otávio: Marega

Onze inicial do Olympiacos: José Sá; Rafinha, Rúben Semedo, Cissé, Holebas; M'Vila, Bouchalakis; Ranđelović, Valbuena, Masouras; El-Arabi

Suplentes do FC Porto: Diogo Costa, Diogo Leite, Nanu, Loum, Grujić, Romário Baró, Taremi, Nakajima, João Mário, Felipe Anderson, Toni Martínez, Evanilson

Suplentes do Olympiacos: Karargyris, Tzolakis, Rúben Vinagre, Dräger, Papadopoulos, Fortounis, Pêpê, Vrousai, Bruma, Sourlis, Hassan

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de