Entre Félix e Ronaldo foi Herrera quem resolveu

Empate entre Juventus e Atlético de Madrid numa noite de gala em Madrid.

Noite de gala em Madrid. O Wanda Metropolitano encheu-se para a estreia na Liga dos Campeões de Atlético e Juventus. De cada lado, estavam os jogadores portugueses mais mediáticos da atualidade: Ronaldo e Félix foram titulares.

O encontro começou com muita pressão de cada lado, mas o encontro foi para o intervalo com um empate a zero no placar.

Para a segunda parte, estavam reservados os golos. O primeiro surgiu logo aos 48 minutos por intermédio de Cuadrado. O colombiano abriu o marcador com um golaço.

O Atlético, com Félix a agitar o ataque, tentou responder, mas apesar das oportunidades não conseguiu concretizar. E como quem não marca sofre, foi a Juventus que aumentou a vantagem. Ronaldo abriu para a esquerda, Alex Sandro cruzou e Matuidi marcou, para desespero dos colchoneros.

Mas os homens de Simeone fizeram da crença a sua força e não desistiram. Três minutos depois, Savic reduziu depois de um lance de bola parada. O Wanda começava acreditar que o empate era possível e Simeone foi ao banco chamar o ex-capitão do FC Porto, Herrera.

Foi o mexicano que, na sequência de um canto, saltou mais alto para empatar o encontro em cima dos 90. Delírio total no Wanda.

Nos descontos, Ronaldo ainda teve pés para pôr a tremer os adeptos da casa, com uma jogada de génio e um remate que passou por milímetros do poste de Oblak.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de