Bis de Soares dá vitória ao FC Porto na Liga Europa

Os dragões abriram o marcador aos 7 minutos. Tiquinho inaugurou o marcador depois de uma assistência de Luis Díaz. O Young Boys empatou de grande penalidade, mas Soares bisou em cima da meia hora. Ouça o relato TSF e veja os golos.

O FC Porto venceu esta noite o Young Boys por 2-1, com um bis de Soares, no jogo que marcou o arranque da fase de grupos da Liga Europa. Os dragões adiantaram-se no marcador logo aos sete minutos pelo brasileiro que substituiu Zé Luís no onze inicial. Na resposta, o Young Boys empatou através de uma grande penalidade, mas ainda na primeira parte, Tiquinho bisou.

Num Dragão com poucos adeptos, a noite europeia era para a Liga Europa, algo que não acontecia há vários anos, face às participações consecutivas na Champions.

O jogo começou com muita pressão dos dragões sob o adversário, segundo classificado no campeonato suíço. E o primeiro golo do jogo surgiu logo a abrir. Foi aos sete minutos: Soares finalizou uma jogada iniciada por Luis Díaz.

O FC Porto mostrava-se melhor em termos de ataque, com mais clarividência que o adversário. Contudo, foi o Young Boys a conquistar um penálti. Um passe da defesa surpreendeu a defesa azul e branca e Marchesín carregou em falta o avançado Assalé. O árbitro apontou para a marca dos onze metros e Nsame empatou a partida.

Aos 24 minutos, a equipa de Sérgio Conceição esteve muito perto de se colocar novamente em vantagem no Dragão. Na sequência de um canto, Danilo cabeceou ao poste.

Os dragões ameaçavam e o golo surgiu em cima da meia hora. Jogada de entendimento do ataque do FC Porto, com Luis Díaz a abrir para Corona à direira. O mexicano serviu Soares, que estava sozinho na pequena área e só teve de encostar.

Na segunda parte, o FC Porto manteve a pressão e foi sempre a equipa mais perigosa, chegando à baliza adversária com muita facilidade. No entanto, faltava definição no ataque

A 20 minutos do tempo regulamentar, Soares esteve muito perto de consumar o hat-trick, num lance que foi servido por Romário Baró, que já tinha entrado para o lugar de Luis Díaz.

O FC Porto queria mais golos e o jogo tinha sentido único. Sérgio Conceição lançou Fábio Silva para a reta final do encontro e o miúdo formado no Olival agitou o ataque portista.

Onze do FC Porto: Marchesín; Corona, Pepe, Marcano e Alex Telles; Otávio, Danilo, Uribe e Luis Díaz; Marega e Soares.

Onze dos Young Boys: Von Ballmoos; Bürgy, Sorensen, Zesiger; Janko, Sierro, Lustenberger, García; Fassnacht, Assalé, Nsame.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de