Sporting começou mal, mas deu a volta ao Lask

O Lask veio atrevido a Alvalade, mas o Sporting cumpriu a reviravolta. Veja os golos.

O Sporting somou esta noite a primeira vitória na Liga Europa, ao bater os austríacos do Lask por 2-1, com golos de Luiz Phellype e Bruno Fernandes. O jogo começou mal para a equipa de Silas, que mudou o desenho tático para este compromisso europeu. O Lask surgiu em Alvalade a pressionar muito alto e a equipa austríaca foi para o intervalo a vencer. Na segunda parte, o Sporting conseguiu a reviravolta.

Depois do regresso às vitórias, na segunda-feira, frente ao Desportivo das Aves (0-1), o Sporting procurava os primeiros pontos na Liga Europa. O adversário, sem grande nome no futebol europeu, ocupava a segunda posição do campeonato austríaco. Para este jogo, Silas fez uma série de alterações à equipa em relação ao jogo para o campeonato. O novo treinador ensaiou uma defesa com três centrais, com Neto, Coates e Mathieu.

E o jogo começou com um susto para a baliza do Sporting. Jogada de Frieser, que ganhou posição e rematou para defesa de Renan, com os pés. O guardião brasileiro viria novamente a opor-se à recarga da equipa austríaca. O Lask apresentou-se em Alvalade a pressionar com linhas muito altas, o que impedia a construção da equipa de Silas.

A pressão deixava os jogadores do Sporting inseguros e o Lask aproveitou. Recuperação de bola junto à área do Sporting. Frieser falhou o primeiro remato, mas na recarga Michori atirou ao lado do poste esquerdo de Renan.

A primeira oportunidade para os leões pertenceu a Luiz Phellype. Acuna cruzou para a área, mas o brasileiro acertou ao lado. O Lask aproveitava os espaços que conquistava e chegou à vantagem, após nova perda de bola de Mathieu.

Raguz recebeu a bola, tirou Doumbia do caminho, e fuzilou Renan de pé esquerdo.

Logo a seguir, o Lask podia ter aumentado a vantagem. Frieser conquistou de novo espaço frente à baliza leonina e disparou ao lado do poste. O Sporting não melhorou, e o Lask "passeava" em Alvalade, com pressão intensa sobre os homens de Silas.

Taticamente, o Sporting tentava ensaiar uma nova estratégia, com Neto a descair sobre a direita e Acuña no lado oposto. O Lask estava claramente superior a um Sporting que não conseguia sair para o ataque. A exceção foi um remate de Miguel Luís, na sequência de um livre indireto. Mas a bola saiu muito por cima da baliza do Lask.

Depois de uma primeira parte de nervos, o Lask regressou com a mesma postura para o segundo tempo. Logo a abrir, oportunidade clara para os austríacos aumentarem a vantagem. Goiginger apareceu sozinho na grande área a rematar, mas a bola saiu ligeiramente ao lado, para desespero de Renan.

Aos 57 minutos, contra a corrente do jogo, o Sporting chegou à igualdade. Canto do lado direito de Bruno Fernandes e, na área, surgiu Luiz Phellype a cabecear, para o fundo das redes de Schalager. Explosão de alegria em Alvalade.

Era a melhor fase do Sporting no jogo e a reviravolta concretizou-se. Abertura de Renan para o ataque. Luiz Phellype receciona e assiste Bruno Fernandes, que na área, rematou cruzado para o segundo golo da noite.

Aos 68 minutos, oportunidade para o Lask empatar a partida. Lance de entendimento pelo lado direito. Na marca de penálti, Klauss rematou à figura de Renan. O guardião brasileiro protagonizou depois uma enorme defesa. Goiginger, sem oposição, atirou para a defesa da noite.

Já nos descontos, o Lask teve tudo para empatar o jogo. Foi na sequência de um canto. A bola cabeceada por Trauner saiu ligeiramente por cima, para alívio dos adeptos leoninos.

Onze do Sporting: Renan; Mathieu, Coates e Luís Neto; Miguel Luís, Doumbia, Wendel, Bruno Fernandes e Acuña; Bolasie e Luiz Phellype.

Suplentes do Sporting: Maximiano, Tiago Ilori, Eduardo, Rafael Camacho, Borja, Jesé e Vietto.

Onze do Lask: Schlager; Wiesunger, Trauner e Filipovic; Ranftl, Michorl, Holland e Potzmann; Frieser, Raguz e Goiginger.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de