Diretor da Chapecoense confirma acordo com o Benfica por Tiago Coser

Lindomar Tenedini adianta que os clubes já chegaram a um entendimento. A bola está do lado do jogador que completa 18 anos nos próximos dias. O antigo treinador de Coser na formação compara-o a David Luiz.

O Benfica está perto de garantir um jovem central brasileiro. Na TSF, o diretor do futebol da Chapecoense, Lindomar Tenedini, confirma o acordo entre clubes e adianta que falta apenas o entendimento entre Benfica e jogador, para depois concretizar o negócio.

"A situação entre clubes começou com uma sondagem, uma aproximação de valores. No entender de Benfica e Chapecoense percebeu-se que seria possível fazer evoluir a situação", começa por clarificar Lindomar Tenedini.

"A negociação está num outro estágio, o da negociação com o atleta para definição do salário e acerto com o seu agente". Após esta fase, Lindomar acredita que os dois clubes podem finalizar o processo.

A transferência pode ajudar o clube, que vive um momento de aperto financeiro pela descida ao segundo escalão do futebol brasileiro. "Por questões éticas não podemos anunciar valores. Mas estão dentro da expectativa que o clube [Chapecoense] tem, que o Benfica entende que o jogador vale", explica ainda o diretor de futebol do clube recém-promovido à Série B do Brasileirão.

Tiago Coser completa 18 anos no próximo dia 16 de janeiro, algo que irá facilitar a mudança para a Europa. "É um jogador com projeção nacional. Todos os grandes clubes no Brasil têm perguntado por ele, tem sido chamado à seleção, já se apresentou no nosso grupo principal e por isso é alguém com quem contamos."

Na equipa principal, Coser soma 12 partidas, numa temporada onde ainda jogou pelos sub-20. As portas da seleção brasileira também já abriram para o central dentro de 1,87 metros, com chamadas ao escalão sub-17 canarinho.

Jogador de construção com ares de David Luiz

Filipe Mattos orientou o jovem central na formação da Chapecoense, numa fase de transição para o futebol sénior: "É um jogador que sempre jogou numa categoria superior por ter um perfil físico que compensa a idade mais baixa. Tecnicamente, ele destaca-se num jogo de posse, num jogo prepositivo", indica o técnico. Aos 16 anos já era titular na equipa sub-20 pela Chapecoense, um trajeto ao qual soma chamadas às seleções de base do Brasil.

O treinador aprecia as condições técnicas do central, adaptadas a um clube que, a nível regional, se habitou a ser uma referência do futebol da região de Santa Catarina. "Na primeira fase de construção agrega muito valor. Tem capacidade para jogar na profundidade, com passe entre linhas, de rutura, sempre com grande precisão. Tem uma bola longa muito tensa, fazendo-a circular de um lado ao outro do campo com grande velocidade", apesar de Filipe Mattos sublinhar que o jogador tem alguns aspetos para melhor, fruto de um crescimento em ritmo acelerado.

"É um atleta com projeção no cenário internacional pelas características físicas, técnicas mas também comportamentais", sublinha Filipe Mattos.

"Tem um perfil de liderança forte, que no balneário está sempre disposto a trabalhar e a ouvir, a absorver o que é dito. Costumamos dizer que é como uma esponja, que absorve tudo o que lhe vão dizendo, tem facilidade na aquisição dos conteúdos mas também na operacionalização", destaca.

Pela idade com que pode chegar a Portugal - 18 anos - Filipe Mattos nota algumas semelhanças com um outro jogador resgatado no Brasil pelo Benfica.

"Lembra muito algumas características de David Luiz, sobretudo na fase de construção. Na fase defensiva vai ter de melhorar, porque sempre se habituou a jogar com bola, não está tão habituado a ser exposto na fase defensiva. É um bom cobrador de faltas, tem passe curto e longo, e aspetos muito positivos de liderança".

Coser pode agora fazer um trajeto semelhante não só ao de David Luiz como também de Morato, contratado ao São Paulo pelos encarnados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de