"Bastante impressionado." Diretor da UEFA elogia FPF e Sporting pelo trabalho no futsal

Os praticantes de futsal aumentaram em 20% com a conquista inédita do título europeu pela seleção portuguesa, em 2018. O dirigente Laurent Morel elogiou o feito do Sporting, que conquistou, a 3 de maio, a segunda Liga dos Campeões na modalidade, ao vencer o FC Barcelona.

O diretor da UEFA para o futsal, Laurent Morel, elogiou esta quarta-feira os trabalhos feitos pelo Sporting e pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) no desenvolvimento da modalidade no país, em declarações ao organismo nacional.

Um estudo recente, do Portugal Football Observatory (PFO), da FPF, concluiu que os praticantes de futsal aumentaram em 20% com a conquista inédita do título europeu pela seleção portuguesa, em 2018.

"Fico bastante impressionado. O estudo está muito completo, com bastantes pontos e indicadores interessantes. Creio que a evolução registada não teve apenas a ver com o título europeu da seleção. Devemos considerar também, por exemplo, o título olímpico da juventude da seleção feminina sub-19, em Buenos Aires. Essas duas conquistas de 2018 terão contribuído decisivamente para estabilizar e reforçar a evolução que já vinha de trás em termos de praticantes", afirmou Laurent Morel.

O dirigente elogiou ainda o feito do Sporting, que conquistou, a 3 de maio, a segunda Liga dos Campeões na modalidade, ao vencer o FC Barcelona, por 4-3, reeditando o êxito de 2018/19.

"Foram grandes conquistas, resultantes do trabalho de muita gente no clube, que, ao longo dos anos, foi desenvolvendo a sua estrutura profissional. Os detalhes podem fazer a diferença, e o futsal português necessitava claramente de confiança para saber gerir estrategicamente este tipo de jogos. Agora, sabem como ganhar jogos destes. E quanto mais títulos se ganham, mais essa confiança aumenta. É, portanto, muito positivo para o futsal português", frisou Morel.

O responsável pela modalidade na UEFA enalteceu ainda a qualidade do principal campeonato nacional de futsal, considerando que "conheceu uma enorme subida de nível e melhorou a imagem que é dada ao público".

"Trata-se, hoje, de uma das ligas de topo da Europa", rematou Morel, que defende a criação de competições europeias femininas, como a Liga dos Campeões e o campeonato da Europa, assim como de um Mundial.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de