"Disse ao intervalo que era importante ter o coração e a cabeça a funcionar"

Fernando Santos considera que a vitória de Portugal sobre a Hungria foi justa e alerta para a importância dos próximos jogos, com a Alemanha e a França.

O selecionador nacional, Fernando Santos, considera justa a vitória de Portugal sobre a Hungria, num jogo em que Cristiano Ronaldo foi eleito o melhor em campo. O capitão da seleção nacional assinou um bis na estreia da equipa das quinas no Euro 2020.

"O golo está caro. Ficou a sensação de que poderíamos marcar sempre muito golos, mas no futebol de hoje, há dois ou três golos no limite. As equipas defendem bem, defendem melhor e têm maior organização", disse o treinador após o encontro realizado na Puskas Arena, em Budapeste.

"Portugal fez um jogo muito bom. É uma vitória justa, com uma primeira parte muito bem conseguida, em posse e poderíamos ter aproveitado melhor a profundidade", acrescentou.

Fernando Santos assumiu que a equipa, no intervalo, apresentava sinais de ansiedade e pediu aos jogadores mais "coração e cabeça".

"A equipa serenou, pegou na bola outra vez, fizemos algumas alterações e mantivemos o ritmo vivo. Puxámos o Cristiano [Ronaldo] para a esquerda para libertar o Raphaël [Guerreiro]. Umas vezes as coisas saem bem, outras nem tanto. Todos os jogadores que entraram, estiveram muito bem. São três pontos, não mais do que isso. Agora, vamos pensar no jogo com a Alemanha. Depois, como dizia o Scolari, é entrar no mata-mata", disse.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de