Do chat do Facebook à China. O caminho de Mário Parreira

Depois de passagens pela Áustria, Rússia, Portugal, Espanha, Vietname e Egipto, o treinador português ensina agora futebol na China.

Foi na Áustria há mais de 20 anos que Mário Parreira começou a carreira de treinador. Depois disso, seguiram-se passagens por Portugal e vários países estrangeiros.

Atualmente, está na China. Chegou a Beijing através da Figo Academy.

"A opção China é uma escolha pelo desconhecido. Vamos lá para ajudar, porque eles estão a crescer", conta o treinador português

Mário Parreira explica que a experiência não correu como esperado.

"Os investidores começaram a falhar com o Luís Figo e com os restantes treinadores, e nenhum deles ficou. (...) "Na china falta estratégia, planeamento e liderança."

Mas antes da aventura asiática, o técnico natural do Barreiro teve uma experiência no Vietname curiosa que começou pelas redes sociais.

""O Laos foi um contacto do presidente, através do Facebook. Não é normal acontecer. Estava num projeto de desenvolvimento da liga profissional. Perguntou-me se eu estava disponível, e eu aceitei", afirma Mário Parreira.

O treinador esteve no Vietname por pouco tempo. Poucos meses depois, aceitou um novo convite e rumou até ao Egipto, para representar El-Mansurah.

Atualmente, Mário Parreira continua na China, mais concretamente em Pequim. É coordenador técnico numa academia detida por um clube espanhol.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados