Donnarumma é o primeiro guarda-redes eleito melhor jogador num Europeu

O italiano Gianluigi Donnarumma foi eleito o melhor futebolista do Euro2020 e tornou-se o primeiro guarda-redes a alcançar esse feito num Europeu, após a Itália bater a Inglaterra e conquistar o troféu pela segunda vez.

Donnarumma foi uma 'pedra' crucial para o sucesso italiano, ao defender os remates de Jadon Sancho e Bukayo Saka no desempate por grandes penalidades - ele que já tinha defendido o penálti marcado pelo avançado Morata, que deu a vitória à Itália sobre a Espanha nas meias-finais -, mas também pelas excelentes exibições ao longo da prova, na qual sofreu quatro golos em sete jogos.

O jovem guarda-redes, de 22 anos, que não encaixou qualquer golo nos três jogos da fase de grupos, sofreu um frente à Áustria, nos oitavos de final, um contra a Bélgica, nos quartos de final, um contra a Espanha, nas meias-finais, e um contra a Inglaterra, na final (1-1 após prolongamento, 3-2 no desempate por grandes penalidades).

O seu companheiro de equipa, Leonardo Bonucci, autor do golo que deu o empate à Itália e levou o jogo para prolongamento e para os penáltis, foi eleito o melhor jogador da final, disputada em Londres.

O prémio de melhor marcador do torneio foi para o internacional português Cristiano Ronaldo, com cinco golos, os mesmos do checo Patrick Schik, mas com uma assistência para golo do avançado luso (critério de desempate), além de ter menos minutos jogados.

O avançado inglês Harry Kane, com quatro golos, era uma ameaça para Cristiano Ronaldo, mas ficou em 'branco' na final entre Inglaterra e Itália.

O médio Pedri, de 18 anos, foi eleito o melhor futebolista jovem do Euro2020, depois de ter ajudado a seleção espanhola a atingir as meias-finais, sucedendo na galeria de vencedores do prémio a Renato Sanches, que o conquistou em 2016, no torneio em que Portugal se sagrou campeão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de