"Em 25 títulos possíveis, ganhámos dois." Nuno Lobo critica gestão de Pinto da Costa

Dos mandatos de Pinto da Costa, passando por Sérgio Conceição e Rui Moreira, Nuno Lobo abordou o presente e o futuro do FC Porto em entrevista à TSF.

"Sim, Somos Porto", é o lema de Nuno Lobo, candidato à presidência do FC Porto, que tem como objetivo evitar o 15.º mandato presidencial consecutivo de Pinto da Costa no clube.

O empresário, de 50 anos, com passado nas claques dos dragões, aponta como principais medidas a criação de um centro de estágio, a negociação dos direitos de designação das infraestruturas e o crescimento até aos 150 mil sócios pagantes.

O candidato da lista B, em entrevista à TSF, acusa Pinto da Costa de já não conseguir fazer uma boa gestão do clube, principalmente em termos desportivos. "Em 25 possíveis, ganhámos dois. Fizemos más contratações e vimos sair jogadores a custo zero: o Herrera, da seleção nacional do México, o Brahimi, o Marcano. Este último acabou por voltar, um ano depois, numa contratação de quatro milhões de euros. Ninguém compreende", assume.

Nuno Lobo também deixou críticas ao presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira. O candidato não compreende a posição assumida pelo autarca em integrar a lista de Pinto da Costa.

"O Sr. Rui Moreira devia ter abdicado da autarquia e apresentado uma candidatura ao FC Porto. Ninguém entende. Há outros clubes de respeito na cidade, como é o caso do Boavista e do Salgueiros. Ele é um presidente da cidade, e está a misturar política com futebol", atira

No plano desportivo, Nuno Lobo assume o desejo de criar em redor do presidente do clube, uma estrutura de futebol, onde também se pode delegar poderes pelos restantes 12 diretores. Sobre o lugar de treinador, o candidato da lista B assume que quer manter a confiança em Sérgio Conceição. "Eu gosto de Sérgio Conceição porque encarna o espírito do dragão. É disso que nós precisamos, desse sangue. De alguém que dê um murro na mesa, como Pinto da Costa antigamente fazia."

Ainda assim, Nuno Lobo admite que vai ter de conversar com o treinador, para saber se este quer trabalhar com um novo presidente. Quanto à resposta, o candidato a líder azul e branco não tem dúvidas: "É claro que vai querer. Nós somos portistas dos cinco estados."

A lista B encabeçada por Nuno Lobo, também conta com Franco Araújo Ramos (Assembleia Geral), António Nunes (Conselho Fiscal) e José Martins Soares (Conselho Superior), até aqui o único adversário de Pinto da Costa, em 1988 e 1991.

As eleições para a presidência do FC Porto estão agendadas para os dias 6 e 7 de junho. Um fim de semana para decidir quem vai ser o 34.º presidente do clube e que se vai repartir entre dois dias, das 10h00 às 19h00 horas, para evitar a acumulação de associados no Dragão Arena.

Pinto da Costa (lista A), Nuno Lobo (lista B) e José Fernando Rio (lista C) são os três candidatos, uma novidade na história mais recente do FC Porto. Nuno Lobo e José Fernando Rio vão tentar superar o estatuto de Jorge Nuno Pinto da Costa, o mais antigo e titulado dirigente do futebol mundial no ativo, que chegou ao poder em 17 de abril de 1982, com 95% dos votos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de