Emanuel Ferro fala em "responsabilidade máxima" do Sporting na Liga Europa

O treinador adjunto do Sporting fez a antevisão do encontro com os turcos do Basaksehir.

O treinador adjunto do Sporting, Emanuel Ferro, falou esta quarta-feira em "responsabilidade máxima" para encarar o Basaksehir, no encontro da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa de futebol, e assumiu que os 'leões' estarão competitivos.

Emanuel Ferro, que falava na conferência de antevisão ao desafio de quinta-feira, visto que o treinador principal do Sporting, Silas, não possui o nível exigido pela UEFA, salientou ainda a importância de marcar golos na quinta-feira e ir mais confortável para o jogo da segunda mão, na próxima semana, em Istambul.

"Todos os dias sentimos a vontade de satisfazer os nossos adeptos e fazemos sempre. A responsabilidade é muito grande, mas as respostas têm de ser dadas sempre a cada jogo e em cada exercício no treino. A responsabilidade é máxima de quem está num clube como o Sporting", disse o técnico.

Apesar das ausências de Mathieu, Luiz Phellype e Renan Ribeiro, todos por lesão, mas já com Acuña e Vietto, os 'leões' vão entrar em campo com uma equipa forte para dar a melhor resposta.

"Amanhã [quinta-feira] quem irá entrar será bastante competitivo, com uma ambição muito grande para um bom resultado no desfecho da eliminatória. Temos um plantel bastante rico entre os jogadores jovens e com mais experiência e vamos tentar tirar o máximo partido disso", referiu.

Apesar de ter trocado o Sporting pelo Manchester United no mercado de 'inverno', Bruno Fernandes continua a ser tema assíduo nas conferências, pela preponderância que tinha na equipa e pelos golos que fazia.

"Nós vamos entrar com uma equipa para fazer golos em casa e importantes na eliminatória. Hoje não está o Bruno [Fernandes] e temos soluções de cariz individual muito fortes na finalização", declarou.

O médio argentino Rodrigo Battaglia marcou igualmente presença na conferência para elogiar o adversário turco e afastar a pressão, confirmando que o Sporting é favorito.

"Sabemos que é uma boa equipa e está a fazer um campeonato muito bom. A pressão de jogar neste clube existe sempre. Temos de ganhar, somos um clube grande e obviamente que os jogadores e treinadores se sentem favoritos. É normal e não vou estar a dizer que não me sinto favorito, quando me sinto", explicou.

Na quinta-feira, o Sporting recebe o Basaksehir, no Estádio José Alvalade, pelas 17:55, num encontro que será arbitrado pelo inglês Anthony Taylor.

Outras Notícias

Patrocinado

Apoio de

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de