Portugal vence duelo ibérico e apura-se para a final do Europeu de sub-21

É a terceira final da competição alcançada pela seleção das quinas. Veja o golo.

A seleção portuguesa de sub-21 qualificou-se esta quinta-feira pela terceira vez para a final do Europeu da categoria, ao bater a Espanha por 1-0, na primeira meia-final da edição de 2021, em Maribor, na Eslovénia.

O duelo ibérico foi bastante equilibrado na primeira parte. Com poucas oportunidades de golo para ambas as equipas chegou-se ao intervalo com o nulo no marcador.

Portugal entrou a sofrer na segunda parte, com a Espanha a criar várias oportunidades de perigo, uma delas ao poste. Mas a equipa das quinas teve a estrelinha da sorte do seu lado e, aos 80 minutos, conseguiu inaugurar o marcador. Fábio Vieira apareceu pela direita, cruzou, a bola bateu num defesa espanhol e entrou na baliza.

Na final, marcada para domingo, em Ljubljana, o onze de Rui Jorge vai defrontar o vencedor do embate entre os Países Baixos (campeões em 2006 e 2007) e a Alemanha (campeã em 2009 e 2017), que se defrontam esta quinta-feira em Szekesfehervar, na Hungria.

Começou o jogo em Maribor! O primeiro canto da partida surge aos 2 minutos de jogo e é para Espanha. Aos 18 minutos, Fábio Vieira fica caído no relvado, mas os jogadores espanhóis não param o jogo e os portugueses protestam.

Gedson não está muito em jogo e é chamado por Rui Jorge, para receber algumas indicações. Portugal conta com o apoio de muitos adeptos portugueses nas bancadas do Estádio Ljudski. O lance mais perigoso do jogo acontece aos 29 minutos, com Rafael Leão a conseguir furar a defesa espanhola. O cruzamento remate saiu muito perto da baliza de Álvaro Fernández.

A entrar nos dez minutos finais da primeira parte, Espanha tem mais posse de bola do que Portugal. O árbitro dá apenas um minuto de compensação.

Intervalo!

Recomeça o jogo! Sorte para Portugal neste início de segunda parte, com um remate de Cucurella a embater no poste de Diogo Costa. Muito perigo! Espanha está claramente à procura do golo. Cinco minutos neste segundo tempo e quatro remates.

Estes 15 minutos da segunda parte têm sido de superioridade espanhola, que tem atacado, de forma mais distribuída, pelos vários flancos. Aos 60 minutos, Brahim Díaz cai na grande área portuguesa e pede grande penalidade. O árbitro nada assinala.

Aos 67 minutos, o jogo é interrompido. Abdu Conté está caído no relvado, com algumas queixas. O jogador português sai do relvado pelo próprio pé. Portugal fica reduzido a 10 jogadores momentaneamente. Três minutos depois, Gonzalo Villar cai na meia-lua da grande área e queixa-se de ser agredido. O árbitro nada assinala e o jogador espanhol fica a protestar.

Portugal inaugura o marcador aos 80 minutos! Vitinha descobre Fábio Vieira que cruza e Cuenca, a tentar desviar, acaba por enganar o guarda-redes e colocar o esférico na própria baliza. A equipa das quinas com a estrelinha da sorte do seu lado.

O árbitro dá seis minutos de compensação antes do final do jogo. Terminou! Portugal está na final do Europeu de sub-21 pela terceira vez na história!

Onze de Espanha: Álvaro Fernández; Óscar Gil, Mingueza, Cuenca e Cucurella; Zubimendi, Gonzalo Villar e Manu García; Brahim Díaz, Puado e Bryan Gil.

Onze de Portugal: Diogo Costa; Diogo Dalot, Diogo Queirós, Diogo Leite e Abdu Conté; Bragança, Vitinha, Gedson e Fábio Vieira; Rafael Leão e Dany Mota.

Suplentes de Espanha: Josep Martínez, Iñaki Peña, Pedrosa, Miranda, Francés, Beltrán, Blanco, Sancet, Abel Ruiz, Fer Niño e Pino.

Suplentes de Portugal: Luís Maximiano, João Virgínia, Tomás Tavares, Pedro Pereira, Tiago Djaló, Florentino, Romário Baró, Filipe Soares, Gonçalo Ramos, Tiago Tomás, Jota e Francisco Conceição.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de