Horta entra e resolve o problema de Portugal. Veja os golos do empate em Espanha

Portugal empata em Sevilha (1-1) no duelo ibérico da primeira jornada da Liga das Nações. Veja os golos de Morata e Ricardo Horta.

Ricardo Horta esteve longe da seleção durante muito tempo, mas voltou para resolver o problema de Portugal frente à Espanha. A equipa portuguesa esteve a perder durante boa parte do jogo, com um golo de Morata na primeia parte, e foi o avançado do SC Braga, que não era internacional desde 2014, que fez o empate na partida (1-1).

Fernando Santos trouxe uma surpresa de peso para a partida. Cristiano Ronaldo inicia o jogo no banco. André Silva e Rafael Leão foram lançados no ataque de Portugal.

A Espanha começa a partida a todo o gás. Logo no terceiro minuto, um remate da Gavi foi desviado pela defensiva portuguesa, mas saiu ao lado.

Nos primeiros dez minutos da partida, os espanhóis conseguem ter mais bola e chegar com mais facilidade à área portuguesa, enquanto os comandados de Fernando Santos tentam fazer uma pressão mais alta no terreno de jogo.

O primeiro lance de perigo para Portugal surge aos 18 minutos. Raphaël Guerreiro trabalha pela esquerda, tira um adversário do caminho e serve Rafael Leão, mas o avançado remata por cima da baliza de Unai Simón.

Marca a Espanha aos 25 minutos. Portugal estava adiantado no terreno, com Rafael Leão a conseguir ganhar a linha de de fundo, mas o cruzamento não sai para ninguém. Os espanhóis saem em contra-ataque, conduzido por Gavi, que resultou num golo fácil de Morata, após assistência de Sarabia.

Pouco depois foi Soler que esteve perto do golo. Cruzamento atrasado de Gavi para o médio do Valência que permite a defesa a Diogo Costa à primeira e atira por cima à segunda.

André Silva muito perto do golo aos 34 minutos. O avançado do Leipzig recebe a bola na entrada da área, roda e remata ligeiramente ao lado da baliza da Espanha.

Aos 40 minutos, a Espanha está muito perto do segundo. Livre batido por Sarabia a passar perto da baliza portuguesa.

Perante as dificuldades de Portugal, Fernando Santos lança Rúben neves para o aquecimento, já muito perto do intervalo.

Já em tempo de compensação, Otávio, com uma boa jogada individual entra na área, mas o árbitro não considera ser suficiente para marcar penálti.

A partida chega ao intervalo com os espanhóis em vantagem. Na entrada para a segunda parte, Rúben Neves entrou para o lugar de Moutinho e Fernando Santos lançou Cristiano Ronaldo para o aquecimento.

Numa das primeiras jogadas do segundo tempo, foi a vez de a Espanha pedir grande penalidade. Ferran Torres cruza e a bola bate no braço de Danilo, mas o árbitro manda seguir.

Aos 59 minutos aparece a melhor oportunidade de golo para Portugal. Diogo Costa isola André Silva com um pontapé longo. O avançado serve Rafael Leão que tira um adversário do caminho e remata para uma grande intervenção de Unai Simón.

Fernando Santos lança na partida Gonçalo Guedes e Cristiano Ronaldo, para os lugares de André silva e Otávio. Na Espanha entram Koke e Dani Olmo e saem Ferran Torres e Soler.

Morata voltou a estar muito perto do golo logo a seguir. O avançado surge isolado e remata ao lado da baliza de Diogo Costa.

No minuto 70, Luis Enrique tira o autor do golo, Álvaro Morata, e faz entrar Raúl de Tomás (ou RDT), antigo jogador do Benfica. Fernando Santos responde com a entrada de Ricardo Horta para o lugar de Rafael Leão.

à entrada para os últimos dez minutos, Fernando Santos esgota as substituições: Matheus Nunes entra para o lugar de Bruno Fernandes. Na Espanha entra Llorente e sai Gavi.

Aos 82 minutos, João Cancelo ganha a ala direita e cruza para Ricardo Horta que empata a partida.

Pouco depois a Espanha ameaça voltar à vantagem. Cruzamento da direita, Diogo Costa faz uma defesa incompleta e Jordi Alba cabeceia ao lado.

Nos últimos minutos a Espanha cresce e tenta vencer a partida, mas o resultado o jogo acaba mesmo empatado a um golo. Com este resultado, Portugal e Espanha ficam com um ponto no grupo, enquanto a República Checa tem três, depois de ter vencido a Suíça (2-1).

Onze da Espanha: Unai Simón; Azpilicueta, Diego Llorente, Pau Torres, Jordi Alba; Busquets, Soler, Gavi; Sarabia, Ferran Torres, Morata.

Onze de Portugal: Diogo Costa; Cancelo, Pepe, Danilo e Raphaël Guerreiro; Bruno Fernandes, Moutinho e Otávio; Bernardo Silva, André Silva e Rafael Leão.

Suplentes da Espanha: Robert Sánchez, Raya, Iñigo Martínez, Marcos Alonso, Carvajal, Marcos Llorente, Koke, Rodri, Olmo, Asensio, Ansu Fati, RDT.

Suplentes de Portugal: Rui Patrício, Rui Silva, Diogo Dalot, David Carmo, Nuno Mendes, Palhinha, William Carvalho, Rúben Neves, Matheus Nunes, Cristiano Ronaldo, Gonçalo Guedes, Ricardo Horta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de