Reações do Estrela não chegaram para as ações do Benfica. Águias vencem na Taça da Liga

Encarnados somam três pontos no grupo C da competição e igualam o Moreirense.

O Benfica venceu este domingo o Estrela da Amadora por 3-2 em jogo da primeira jornada da fase de grupos da Taça da Liga. Em Leiria, casa emprestada do Estrela para esta noite, Musa, Chiquinho, de penálti, e Draxler fizeram os golos das águias. Do outro lado, em golos que nasceram de boas reações da equipa da Amadora, João Silva e Gustavo Henrique fizeram o gosto ao pé.

Com este resultado, o Benfica soma três pontos no Grupo C da Taça da Liga e iguala o Moreirense. Já o Estrela da Amadora mantém-se com zero pontos, assim como o Penafiel.

A enfrentar um Estrela com grande preocupação defensiva e com muitos jogadores no Mundial do Catar, o Benfica de Roger Schmidt estreou esta noite uma nova dupla de centrais - Brooks e João Victor -, surgiu com Chiquinho no lugar de Enzo e, lá na frente, estavam Diogo Gonçalves no lugar de João Mário e Musa no de Gonçalo Ramos.

Depois de uns primeiros dez minutos de jogo em que houver controlo total por parte das águias, foi mesmo o croata quem abriu o marcador. Minutos depois de ter enviado uma bola ao poste, combinou com Rafa e, à entrada da grande área, rematou rasteiro e colocado para o 1-0.

Sofrido o golo, soltou-se o Estrela. A investir no ataque pelas alas, os homens da Amadora conquistaram um livre lateral que foi cobrado por Jean Felipe. Depois de um desvio ao primeiro poste, o ponta de lança João Silva - que já passou pelo Everton - rematou cruzado e bateu Vlachodimos para o 1-1.

Só que Rafa, esta noite capitão do Benfica, depressa mudou o estado das coisas. Recebeu de Grimaldo e, dentro da grande área, serpenteou perante Omurwa, que só o conseguiu parar em falta. Chiquinho assumiu a marcação do penálti e fez o 2-1.

Uma vez mais, o Estrela soube responder, e novamente através de um livre lateral. Desta vez, mesmo em cima do intervalo, a bola seguiu logo em direção à baliza e obrigou Vlachodimos a fazer duas defesas consecutivas.

Para a segunda parte, Schmidt apostou nas entradas de Morato - recuperado de lesão - e de Draxler para os lugares de João Victor e Diogo Gonçalves. Sérgio Vieira esperou dez minutos, olhou para o banco, e respondeu com Gustavo Henrique e Ronaldo para os lugares de Jean Felipe e Shinga.

Num ritmo visivelmente mais baixo do que o da primeira parte, o Benfica foi deixando que o Estrela subisse no terreno e conquistasse pontapés de canto. Aos 65', Vlachodimos foi mesmo chamado a defender um cruzamento de Ronaldo Tavares, ex-Sporting, evitando o que seria o golo do empate.

A gostar do que via dentro de campo, Sérgio Vieira voltou a mexer: tirou Miguel Lopes para fazer entrar Lucão e abdicou de Ronald para apostar no ala Hevertton. Do outro lado, Gil Dias rendeu Rafa.

Aos 80', Neres voltou a tentar marcar um golo que começa a ser imagem de marca: descaído sobre a direita, à entrada da grande área, rematou em jeito para o poste mais distante, mas Bruno Brígido voou para desviar a bola.

O derradeiro esforço do Estrela chegaria pouco depois, com Sérgio Vieira a abdicar de um defesa central - Erivaldo - para lançar um outro velho conhecido do futebol nacional: Diogo Salomão. Pelo Benfica, Rodrigo Pinho substituiu Musa.

Num momento em que, apesar das poucas oportunidades de golo, qualquer equipa parecia poder marcar, a oportunidade sorriu ao Benfica. As águias atacaram pela direita através de uma condução de bola de Neres, que cruzou para Rodrigo Pinho no coração da grande área. O brasileiro rodou e entregou a bola a Draxler, que rematou rasteiro para o 3-1.

Uma vez mais, o Estrela reagiria. Erro fatal de Morato no corredor central do Benfica e Gustavo Henrique, já dentro da grande área, só teve de rematar para o 3-2 final.

Onze do Estrela da Amadora: Brígido, Jean Felipe, Miguel Lopes, Omurwa, Erivaldo, João Reis, Aloísio, Shinga, Guzmán, Ronald e João Silva

Onze do Benfica: Vlachodimos, Gilberto, João Victor, Brooks, Grimaldo, Florentino, Chiquinho, Diogo Gonçalves, Neres, Rafa e Musa

Este foi o segundo jogo do Grupo C, depois de o Moreirense ter vencido o Penafiel, ambos da II Liga, por 2-1, na quinta-feira.

Suplentes do Estrela da Amadora: Wagner, Diogo Salomão, Ronaldo, Hevertton, Lucão, Régis, Miguel Pinto e Gustavo Henrique

Suplentes do Benfica: Helton Leite, Rodrigo Pinho, Ristic, Gil Dias, André Almeida, João Neves, Morato, Draxler e Hugo Félix

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de