Ambiente calmo em Saint-Étienne à espera da seleção

A equipa da PSP e da GNR que está em França no âmbito da cooperação policial internacional no campeonato europeu de futebol chegou ontem a Saint-Étienne. A cidade "respira" tranquilidade.

Um exemplo a seguir. A delegação portuguesa que está a ajudar no policiamento do Euro 2016 acredita que a partida de amanhã, entre Portugal e a Islândia, vai decorrer num ambiente pacífico.

A equipa, constituída por seis agentes da PSP e dois militares da GNR, está em França no âmbito da cooperação policial internacional no campeonato europeu de futebol. Ontem chegou a Saint-Étienne, onde vai decorrer o primeiro jogo da seleção nacional.

O Superintendente da PSP, Luís Simões, explicou à TSF, que as autoridades francesas estão confiantes que não haverá problemas. Não se esperam desacatos nem atos de violência, como os que aconteceram em Marselha. Por aquelas paragens, os adeptos portugueses e islandeses gozam de boa fama.

O Superintendente da PSP, Luís Simões, diz que Sait-Étienne vai ser uma exceção

00:0000:00

"Na conversa com os nossos colegas franceses, todos eles reconhecem que os adeptos portugueses são diferentes. O nosso adversário é a Islândia, que não tem qualquer historial de violência, por isso não se espera qualquer incidente. Saint-Étienne vai ser uma exceção nesta primeira jornada".

Destacada para marcar presença nas cidades onde a seleção nacional vai jogar, a delegação portuguesa de agentes da PSP e militares da GNR chega sempre com antecedência para "preparar" terreno. Luís Simões diz que até agora está tudo calmo em Saint-Étienne.

Esta segunda-feira o reconhecimento aos locais vai continuar, com patrulhamento nas ruas

00:0000:00

"Fizemos o reconhecimento dos principais locais: o estádio, as zonas para os adeptos, o centro da cidade e os locais onde os nossos adeptos estarão. Já tivemos uma reunião com as autoridades locais... trocamos informações. Está tudo calmo em Saint-Étienne. Hoje vamos continuar a fazer o reconhecimento destes locais e vamos fazer patrulha com as equipas francesas. Já começamos a trabalhar".

Em Saint-Étienne, a comunidade portuguesa parece estar mobilizada. O Superintendente Luís Simões avistou adeptos à porta do hotel a dois dias do jogo.

Luís Simões conta que já há adeptos à espera da seleção

00:0000:00

"Ontem, junto ao hotel onde a seleção irá ficar já havia alguns adeptos com camisolas de Portugal, a perguntar quando é que chega a equipa...", conta Luís Simões.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados