Bölöni: O grande coração de Quaresma e o que falta a Ronaldo

O treinador romeno, o último campeão pelo Sporting em 2002, lembra nesta entrevista à TSF os dois talentos que teve "nas mãos". Lazlo Bölöni confessa que torce por Ronaldo e Portugal, neste Euro2016.

Quaresma foi em 2002 uma espécie de bom rebelde que Lazlo Bölöni teve num plantel onde estavam algumas estrelas do futebol português, como Jardel ou João Vieira Pinto. O treinador romeno tirou imediatamente "a pinta" a um jogador, então com 18 anos, cujo talento precisava de ser domado em função da equipa. Foi por essas e por outras que Bölöni apelidou Quaresma de "mustang".

"Foi um jogador que precisou de ser bem compreendido. Uma personalidade forte. Algumas vezes podemos pensar que tinha má educação, mas não é verdade. Quaresma tem um grande coração. É um pouco especial. Será sempre um jogador que tentará seguir o seu caminho, vai continuar sempre com os seus princípios".

Uma boa notícia

Num português muito razoável, para quem deixou Portugal há tantos anos, aquele que também foi um dos melhores jogadores romenos de sempre conta ainda que "devagar, devagar conseguimos falar" com Quaresma. "E para mim ele foi muito importante tal como, no segundo ano, o Cristiano Ronaldo também foi muito importante".

Lazlo Bölöni respira fundo quando fala desses tempos. Numa entrevista à TSF, olha para os últimos encontros realizados por Quaresma na seleção nacional. Houve de tudo: golos, assistências e espetáculo, conquistando os adeptos portugueses. E não tem dúvidas em conceder ao selecionador português uma grande fatia de responsabilidade na recuperação e no rendimento de Quaresma na equipa das quinas.

"Para mim é uma boa notícia. Temos que aceitar o trabalho fantástico do Fernando Santos. Está a utilizar muito bem as palavras e a fazer uma boa análise com este tipo de jogador, com caráter forte. Estou contente por ouvir, mais uma vez, que um treinador conseguiu falar aquilo de que o jogador necessitava", afirma Bölöni.

Quaresma pode mudar um jogo. É a convicção do treinador romeno. "Não é certo que possa fazer um grande torneio", neste Euro2016. "Tem capacidade de ganhar o jogo com duas ou três ações. Porque tem um talento fantástico. Jogar sempre bem? Não sei. Mas ele tem a capacidade de chegar, com uma surpresa e mudar o rumo de um jogo".

Cristiano Ronaldo quer muito o título Europeu

"É com grande amor" que Bölöni olha para o percurso de Cristiano Ronaldo, desde que ajudou o atual capitão português a protagonizar, em 2003, uma mediática transferência para o Manchester United. "Eu gostei muito de trabalhar com ele e foi um prazer ser convidado dele quando recebeu a primeira Bola de Ouro. Foi um grande momento para mim também".

"À carreira de Ronaldo falta um grande título internacional pela seleção portuguesa, por exemplo este Europeu. Se ele estiver a 100%, sozinho pode fazer milagres e dar a Portugal um título que eu sei que ele quer muito dar. Eu vou torcer para que Portugal e ele possam ir até ao fim", neste Euro2016, afirma Bölöni.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de