Doyen investigada. Ex-jogadores do Atlético de Madrid suspeitos de fraude fiscal

A operação da justiça espanhola está relacionada com o fundo da Doyen Sports.

Os ex-futebolistas do Atlético de Madrid Juanma López e Mariano Aguilar estão a ser investigados por suspeita de terem defraudado o fisco em mais de cinco milhões de euros, revelou a justiça espanhola.

Juanma López, de 49 anos, e Mariano Aguilar, de 48, são os principais suspeitos de uma fraude fiscal, que terá lesado o fisco espanhol através um fundo de investimento do qual ambos são representantes, dedicado à compra de direitos de futebolistas.

A operação da justiça espanhola de eventual fuga ao fisco e branqueamento de capitais, batizada por ´Dean', concentra a sua investigação no fundo de investimento Doyen Sports e investiga ainda o seu administrador, o português Nélio Lucas.

Os empresários investigados, num processo alargado a mais três suspeitos, são acusados de não pagar em Espanha o rendimento das operações de compra dos direitos económicos dos jogadores e da concessão de empréstimos a vários clubes.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados