Fábio Coentrão acusado de fraude fiscal

Português é acusado de defraudar o fisco espanhol em quase 1,3 milhões de euros. Segundo o Football Leaks, o defesa do Real Madrid nunca apresentou qualquer declaração de rendimentos desde 2011.

O fisco espanhol apresentou uma queixa por fraude fiscal contra Fábio Coentrão, conta o El Mundo esta terça-feira. O defesa do Real Madrid é acusado de defraudar o fisco em quase 1,3 milhões de euros através de empresas sediadas no Panamá e Irlanda.

Segundo o Football Leaks, lembra o jornal O Jogo, o internacional português nunca terá apresentado qualquer declaração de rendimentos desde que chegou a Madrid, em 2011. O diário conta ainda no mesmo artigo que Radamel Falcao, atualmente no Mónaco e ex-jogador do Atlético Madrid, é acusado de defraudar o fisco espanhol em quase seis milhões de euros, entre 2012 e 2013. O colombiano é também acusado de recorrer a sociedades sediadas nas Ilhas Virgens Britânicas, Panamá e Irlanda. A empresa irlandesa será a mesma de Coentrão.

Em dezembro, o El Mundo revelou também que Cristiano Ronaldo estava a ser investigado por alegadamente ter desviado 150 milhões de euros para um paraíso fiscal de um acordo de direitos de imagem. O jogador do Real Madrid terá recorrido a três sociedades nas Caraíbas para cobrar o dinheiro que recebeu proveniente de contratos publicitários. O fisco espanhol abriu uma investigação em 2015, para esmiuçar as declarações de rendimentos do atleta entre 2011 e 2013. Na altura, também com José Mourinho debaixo da mira do fisco, a Gestifute, a empresa de Jorge Mendes que gere a carreira dos jogadores e treinador, tornou públicos documentos para comprovar o pagamento dos impostos.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de