Fator casa decide o título. FC Porto é campeão nacional de hóquei em patins

Depois de duas vitórias para cada lado, a decisão do campeonato nacional de hóquei em patins foi decidida no recinto dos dragões. O FC Porto ganhou e é campeão nacional.

Dragões e águias venceram os jogos em casa da final do play-off e a "negra" não fugiu à regra. O FC Porto venceu o Benfica por 3-2 no Dragão Arena e sagrou-se campeão nacional de hóquei em patins.

Gonçalo Alves por duas vezes e Carlo Di Benedetto marcaram os golos portistas, enquanto Pol Manrubia e Pablo Álvarez ainda deram esperança aos encarnados.

Os dragões tinham vencido os jogos em casa (5-0 e 9-6), enquanto as águias responderam com vitórias na Luz (3-0 e 5-3).

O argentino do Benfica Carlos Nicolía ficou de fora da decisão, depois de ter sido expulso no quarto jogo da final. Lucas Ordoñez também falhou a partida por estar lesionado.

O FC Porto arrancou a todo o gás e marca logo no segundo minuto. Gonçalo Alves remata de meia distância e bate o guarda-redes encarnado, Pedro Henriques.

Numa jogada parecida, mas pelo lado direito do ataque benfiquista, foi a vez de Pol Manrubia rematar com força e não dar hipóteses a Xavi Malián. Empate no Dragão aos cinco minutos.

Aos 17 minutos de jogo, os dragões regressam à vantagem. Telmo Pinto leva a bola pelo lado direito do ataque portista, faz um passe para o segundo poste, onde aparece Carlo Di Benedetto a desviar para o fundo da baliza do Benfica.

A partida chegou ao intervalo com 2-1 favorável aos dragões no resultado.

O início da segunda parte foi intenso, com várias oportunidades e um golo anulado ao Benfica, mas o resultado não se alterou.

No minuto 41, o Benfica beneficiou da décima falta do FC Porto, que lhe dá direito a um livre direto. Na conversão, Pablo Álvarez permitiu a defesa a Malián.

A seis minutos do final do tempo regulamentar, Álvarez faz o empate. O jogador encarnado apareceu ao segundo poste para desviar um passe para o fundo da baliza portista.

Mas o empate durou pouco. no minuto seguinte o Benfica fez a décima falta e atirou Gonçalo Alves para a marca de livre direto. Gonçalo Alves, com um remate forte para o lado esquerdo de Pedro Henriques, fez o 3-2 para os dragões.

A três minutos do final, Edu Lamas derruba Di Benedetto e é admoestado com o cartão azul. No consequente livre direto, Gonçalo Alves não consegue bater Pedro Henriques. No entanto, o Benfica joga com um a menos até ao último minuto.

A partida chegou ao final com 3-2 no resultado e o FC Porto sagrou-se campeão nacional de hóquei em patins pela 24.ª vez na história.

Equipa do FC Porto: Xavi Malián, Telmo Pinto, Ezequiel Mena, Rafa, Carlos Ramos, Carlo Di Benedetto, Xavi Barroso, Reinaldo Garcia, Gonçalo Alves, Tiago Rodrigues.

Equipa do Benfica: Pedro Henriques, Rodrigo Vieira, Diogo Rafael, Edu Lamas, Zé Miranda, Poka, Tiago Sanches, Pablo Álvarez, Pol Manrubia e Gonçalo Pinto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de