No regresso ao Dragão, Liverpool volta a marcar cinco

Reds começaram a construir cedo o resultado perante um FC Porto desfalcado. Veja os golos.

O Liverpool goleou esta terça-feira o FC Porto no Dragão por 5-1, em jogo da segunda jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Salah, Sané e Firmino apontaram os golos da formação inglesa orientada por Jurgen Klopp. Do lado dos dragões, Taremi apontou o golo de honra.

Em dia de aniversário, o Estádio do Dragão foi palco da festa do FC Porto que tinha como "convidado" o Liverpool. No jogo da segunda jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, o treinador dos dragões teve logo uma contrariedade ainda antes do apito inicial.

Pepe aparecia na ficha de jogo como titular, mas o internacional português ressentiu-se da lesão durante o aquecimento. Fábio Cardoso foi chamado à última da hora para o centro da defesa.

Nas bancadas, o ambiente que se vivia era de grande entusiasmo. Os adeptos tinham o desejo de festejar a primeira vitória nesta edição da liga milionária, mas os azuis e brancos tinham um adversário temível pela frente.

Na liderança da Premier League, os Reds tinham uma equipa recheada de estrelas no relvado do Dragão. Entre elas, estavam o internacional português Diogo Jota, que regressava a uma casa que bem conhece.

No primeiro quarto de hora, Sérgio Conceição teve outra má notícia: Otávio queixou-se de dores e não continuou em jogo. O treinador dos dragões foi obrigado a fazer uma substituição, lançando Fábio Vieira na partida para o lugar o internacional português.

Aos 18 minutos, surgiu o primeiro golo do jogo. Numa jogada pelo flanco esquerdo, Jones entrou na área e teve espaço para rematar, obrigando Diogo Costa a sacudir para a frente. A bola bate em Zaidu que coloca a bola nos pés de Salah: o egípcio só teve de encostar para o fundo da baliza portista, abrindo o marcador no Dragão.

Nesta fase do jogo, só o Liverpool criava perigo junto à baliza da formação portuguesa. Aos 25 minutos, Diogo Jota teve oportunidade para aumentar a vantagem dos Reds no jogo, mas Diogo Costa desviou o remate do internacional português.

O FC Porto não conseguiu responder ao golo uma vez que o Liverpool dominava o encontro. Os dragões tentavam sair em contra-ataque mas os ingleses tapavam todas as linhas de passe.

A equipa liderada por Jurgen Klopp tinha a posse de bola e criava muitas dificuldades na defensiva. Em cima do intervalo, o Liverpool aumentou a vantagem. Milner cruzou para a área e Sané, sem oposição, apareceu ao segundo poste e aumentou a vantagem no encontro.

Na segunda parte, Conceição mudou de estratégia e quis reforçar o meio-campo, tirando Toni Martínez, que foi substituído por Grujic. Pouco depois, Vitinha também entrou para o lugar de Matheus Uribe.

Mas o jogo não mudou de rumo: o Liverpool mantinha o flanco esquerdo como via preferencial para se aproximar da baliza do Porto. E foi de lá que surgiu mais um golo.

Jones levantou a cabeça e viu Salah completamente sozinho ao segundo poste. O egípcio controlou a bola e rematou para o terceiro golo do Liverpool no jogo.

Com vantagem no marcador, os Reds baixaram o ritmo e Jurgen Klopp mexeu na equipa. O FC Porto estava na sua melhor fase do jogo e conseguiu reduzir a desvantagem. Aos 72 minutos, Fábio Vieira cruzou para a área inglesa e, entre os centrais, Taremi descobriu espaço e cabeceou para o golo dos Dragões.

No entanto, a vantagem durou apenas três minutos. Num lance um pouco caricato, Diogo Costa saiu da baliza para fazer pressão aos avançados dos Reds e Firmino rematou em direção à baliza. O guardião portista ainda desviou, mas a bola já tinha ultrapassado a linha de golo, para desespero de Sérgio Conceição.

O brasileiro não se ficou por aqui e bisou na partida. Jones rematou forte após um livre indireto, a bola bateu em Fábio Cardoso e sobre para Firmino. O avançado colocou a bola fora do alcance de Diogo Costa e marcou. Inicialmente o árbitro assistente assinalou fora de jogo, mas o VAR reverteu a decisão.

Onze do FC Porto: Diogo Costa, Corona, Pepe, Marcano, Zaidu, Uribe, Sérgio Oliveira, Otávio, Luis Diaz, Taremi e Toni Martínez

Onze do Liverpool: Alisson, Milner, Van Dijk, Matip, Robertson, Fabinho, Henderson, Jones, Mané, Salah e Diogo Jota

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de