Calcanhar de Evanílson dá brilho à vitória difícil do FC Porto sobre o Marítimo

Ouça o relato TSF. FC Porto venceu o Marítimo na 20.ª jornada da I Liga e aumenta provisoriamente a vantagem para os rivais que só jogam na quarta-feira. Veja os golos.

Evanílson e Pepê deram uma vitória suada aos líder do campeonato. O FC Porto venceu o Marítimo por 2-1 e solidifica a liderança no campeonato. Com o jogo em atraso de Benfica e Sporting (jogaram a final da Taça da Liga este sábado), os dragões aumentam a vantagem sobre os rivais diretos.

Sem Luis Díaz, que saiu para o Liverpool, Uribe e Taremi, a representarem as seleções nacionais, Sérgio Conceição lançou Grujic, Pepê e Fábio Vieira no onze inicial. De regresso após a participação na CAN, Zaidu ficou num banco que contou com João Mário, Pepe e Marcanos, regressados de lesão, e ainda dois guarda-redes: Marchesin e Cláudio Ramos.

Nos primeiros minutos do jogo, o FC Porto tenta explorar as costas da defesa maritimista e a recuperação da bola alta para criar perigo, algo que ainda não conseguiu. Por outro lado, o Marítimo, que foi a última equipa a conseguir vencer no Dragão, tenta utilizar os corredores para sair em contra-ataque.

O FC Porto marca aos 17 minutos de jogo. Boa jogada de entendimento pela direita e Otávio surge na linha de fundo. O internacional português cruza rasteiro para a pequena área e Evanílson, de calcanhar, desvia para o fundo das redes.

O Marítimo fica muito perto do empate aos 23 minutos. Bola longa para o ataque, Alipour ganha de cabeça e isola André Vidigal, mas o extremo remata ao lado da baliza de Diogo Costa.

Após os cinco minutos em que os dragões marcaram e os madeirenses estiveram perto do empate, o jogo voltou a ser escasso em claras ocasiões de golo, ainda que esteja intenso e com saídas rápidas para ambos os lados.

O jogo chega ao intervalo com o FC Porto na frente pela margem mínima. Evanílson põe os dragões na frente do resultado.

Logo no recomeço, os dragões aumentam a vantagem. Jogada pela direita de Bruno Costa que cruza para Otávio. O médio portista remata enrolado e a bola embate em Pepê, o que engana o guarda-redes Paulo Vítor. A Liga atribui o golo ao extremo brasileiro.

Minutos loucos no Dragão. Primeiro, Otávio está muito próximo do golo, mas o cabeceamento sai à figura do guarda-redes do Marítimo. Na resposta, os madeirenses marcam. Rafik Guitane remate para a defesa de Diogo Costa, mas Edgar Costa marca na recarga.

As primeiras substituições são feitas por Vasco Seabra. Entram Henrique e Pedro Pelágio para os lugares de Vidigal e Beltrame. No FC Porto, saem Pepê e Fábio Vieira para entrar Francisco Conceição e o regressado João Mário.

O ritmo do jogo caiu após os golos com as substituições. O Marítimo faz mais duas aos 68 minutos, com as saídas de Edgar Costa e Diogo Mendes e as entradas de Rossi e Xadas.

Sérgio Conceição lança mais um regressado. Wendel saiu para entrar Zaidu que esteve na CAN ao serviço da Nigéria.

À entrada dos últimos dez minutos, o Marítimo começa a acreditar e a pressionar mais alto, o que está a dificultar que os dragões consigam ter bola e sair para ataque. Os madeirenses não conseguem criar claras ocasiões de golo, mas estão a condicionar as saídas do FC Porto e a conseguir chegar perto da baliza de Diogo Costa.

Aos 88 minutos, Sérgio Conceição faz a última substituição e tira Bruno Costa para colocar em campo Toni Martinez.

FC Porto muito perto do golo nos descontos. João Mário cruza e Francisco Conceição, sozinho, cabeceia por cima.

O jogo termina com a vitória dos dragões por 2-1, com golos de Evanílson, Pepê e Edgar Costa. Com a vitória, o FC Porto aumenta a vantagem no campeonato para nove pontos sobre o Sporting e doze sobre o Benfica. Contudo, os rivais têm um jogo em atraso por terem disputado a final da Taça da Liga este sábado.

Onze do FC Porto: Diogo Costa; Bruno Costa, Mbemba, Fábio Cardoso e Wendell; Grujic e Vitinha; Otávio, Fábio Vieira e Pepê; Evanilson

Onze do Marítimo: Paulo Victor; Cláudio Winck, Matheus, Zainadine e Vítor Costa; Diogo Mendes, Beltrame e Guitane; Vidigal, Alipour e Edgar Costa

Suplentes do FC Porto: Marchesín, Cláudio Ramos, Pepe, Marcano, Francisco Conceição, Zaidu, João Mário, Toni Martínez e Gonçalo Borges

Suplentes do Marítimo: Miguel Silva, Rossi, Xadas, Rúben Macedo, Clésio, China, Pelágio, Leo Andrade e Henrique

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de