Um minuto de Toni vale 90 no Jamor. FC Porto na final da Taça de Portugal

Veja o golo. Depois da vitória em Alvalade (2-1), os dragões repetiram o triunfo e chegam à final da prova rainha do futebol português.

O FC Porto venceu, esta quinta-feira, o Sporting por 1-0 e garantiu um lugar na final da Taça de Portugal, frente ao Tondela. O espanhol Toni Martínez precisou de apenas um minuto - entrou aos 81', marcou aos 82' - para dar a final aos dragões, num jogo que o Sporting acabou reduzido a dez por expulsão de Porro.

Sérgio Conceição repetiu, depois do jogo para a Primeira Liga no último fim de semana, a aposta em Pepê do lado direito da defesa portista, com João Mário a voltar ao banco, e a titularidade do sérvio Grujic como médio mais defensivo. Do lado do Sporting, Ugarte assumiu o lugar que no último jogo foi de Palhinha.

O primeiro remate certeiro da noite chegou aos 13 minutos, quando Pote isolou Sarabia no corredor central e o espanhol picou a bola sobre Marchesín. A jogada acabou anulada por fora de jogo, mas confirmava uma ligeira superioridade dos leões na noite que se revelava muito chuvosa.

Focada em defender, mas sem abdicar de contra-atacar quando possível, a equipa montada por Rúben Amorim acabou por abdicar de alguma construção e do ataque apoiado para se concentrar em impedir que Vitinha, Otávio, Fábio Vieira, Evanílson e Taremi criassem o perigo pelo qual se têm tornado cada vez mais conhecidos.

Foi, por isso, necessário recorrer a alguém insuspeito: Zaidu. Num contra-ataque que nasce no corredor direito dos dragões, o lateral esquerdo subiu sozinho pelo seu corredor e, já dentro da grande área, sozinho perante Adán, acabou por falhar a baliza. O intervalo chega sem mais história e sem golos no Dragão.

A segunda parte começou com a resposta leonina. Matheus Reis isolou Matheus Nunes no corredor central e o médio português surgiu nas costas de Mbemba. Correu ao encontro de Marchesín e, perante o argentino, não foi capaz de atirar a contar. A resposta chegou por outro dos mais recentes médios da seleção nacional: Vitinha viu-se com espaço sobre a esquerda e rematou em jeito. A bola rasou a trave.

Com 70' jogados, chegava a hora de Rúben Amorim - que já tinha lançado Esgaio para o lugar de Neto - arriscar no ataque. A segunda peça a ir a jogo foi Edwards, saía Sarabia, num momento em que o FC Porto controlava o jogo e não deixava o Sporting sair do seu próprio meio-campo.

Conceição também não pensava tirar o pé do acelerador: saía Evanílson para dar o lugar a Toni Martínez. O espanhol precisou de um minuto em campo para rematar para o fundo das redes e fazer o 1-0, a passe de Pepe, que até pouco antes do jogo estava impedido de alinhar pelos dragões. A jogada ainda foi anulada, mas o VAR fez uso da régua: estava sete centímetros em jogo.

E para ajudar ao pesadelo do Sporting, Porro acabou por ser expulso aos 88', quando entrou de carrinho e por trás sobre Galeno. Estava fechado o jogo.

A formação portista, que tinha chegado à final pela última vez em 2019/20, na altura com uma vitória sobre o Benfica (2-1), vai defrontar o estreante Tondela na decisão da prova rainha, depois de os beirões terem eliminado o Mafra, da II Liga, na outra meia-final. A 82.ª final da Taça de Portugal, que está marcada para 22 de maio, às 17h15, voltará a ser disputada no Estádio Nacional, em Oeiras, depois de nos dois anos anteriores ter sido realizada em Coimbra.

Onze do FC Porto: Marchesín, Pepê, Mbemba, Pepe, Zaidu, Grujic, Otávio, Vitinha, Fábio Vieira, Taremi e Evanilson

Onze do Sporting: Adán, Neto, Coates, Gonçalo Inácio, Pedro Porro, Matheus Reis, Ugarte, Matheus Nunes, Sarabia, Pote e Paulinho

Suplentes do FC Porto: Diogo Costa, Fábio Cardoso, João Mário, Eustaquio, Francisco Conceição, Galeno e Toni Martínez

Suplentes do Sporting: João Virgínia; Palhinha, Tabata, Nuno Santos, Marcus Edwards, Ricardo Esgaio e Daniel Bragança

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de